Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Embu e Itapecerica reduzem número de Homicídios e roubos:Taboão aumenta

Por Juliana Ribeiro | 26/04/2018

arma_1

Reprodução Em Taboão, os dados apontam um aumento nos casos de homicídio doloso referente aos primeiros meses deste ano.

Os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo apontam que a região metropolitana sofreu redução nos índices de homicídios e crimes patrimoniais em março deste ano. Porém, em Taboão da Serra, os números ainda assustam.

No mês de março, os homicídios dolosos em toda a região metropolitana apresentaram queda de 28,7%, passando de 87 para 62 – 25 a menos. A quantidade de homicídios é a menor de toda a série histórica, iniciada em 2001.

Em Taboão, os dados apontam um aumento nos casos de homicídio doloso referente aos primeiros meses deste ano. Em março, foram quatro casos registrados. Nos meses de Janeiro e Fevereiro, foram três, ao todo. Embu das Artes e Itapecerica da Serra registraram apenas dois casos neste mês.

Ainda segundo as estatísticas regionais, os roubos em geral apresentaram queda de 19,2% em março, passando de 7.133 para 5.764, ou seja, 1.369 casos a menos. De janeiro a março, a quantidade caiu em 12,1% - as ocorrências passaram de 19.172 para 16.846.

Quando se trata de roubo, mais uma vez Taboão fica à frente nas estatísticas, mas de maneira negativa. Em comparação aos meses anteriores, os números também surpreendem. O total de roubos na em Janeiro foi de 454, em Fevereiro este número diminuiu para 387, mas em março voltou a subir, quase igualando com o mês de Janeiro, apresentando 452 casos registrados.

Embu das Artes segue reduzindo os números de roubos. Em Janeiro foram 214 casos, em fevereiro 114 e nos mês de março, 90. Já Itapecerica da Serra apresentou 229 em Janeiro, reduzindo em fevereiro para 138 e voltando a subir em março para 177 casos de roubos, um número ainda menor que no primeiro mês deste ano.

Um dos poucos casos em que Taboão não lidera é o de latrocínio. O município não teve nenhum caso registrado neste ano. Já Embu e Itapecerica apresentaram dois casos cada um.

O trabalho realizado pelas três polícias na Grande São Paulo resultou em 2.931 prisões realizadas em março. Ao longo do ano, de janeiro a março de 2018, o total de prisões foi de 8.168.

No terceiro mês do ano, a produtividade policial também retirou 183 armas de fogo das ruas. No período acumulado do primeiro trimestre, a quantidade foi de 498 armas apreendidas.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.