Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Caminhada denunciou violência doméstica e pediu paz para mulheres no Embu

Por Adilson Oliveira - VerboOnline | 14/03/2018

Caminhada_mulheres_1_cc

Gabriel Binho - VerboOnLineFim da violência, igualdade de gênero e pedido de respeito às mulheres marcou caminhada

Ativistas pela igualdade de gênero e lideranças comunitárias e políticas de Embu das Artes participaram na quinta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, no centro do município, de caminhada pelo fim da violência contra as mulheres. A marcha começou em frente à sede da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Embu e terminou na praça central, após ato de conscientização. Cerca de 200 pessoas saíram às ruas para denunciar agressões e cobrar políticas sociais.

Em 2017 a violência contra as mulheres em Embu das Artes foi crescente. O município registrou números elevados dos casos de estupro e mortes violentas de mulheres. Isso sem contar os casos de agressão física. Por causa do aumento dos casos na região a Secretaria de Segurança Pública lançou um Disque Denúncia regional, (11) 4138-3340, que fica lotado na Delegacia Seccional de Taboão da Serra destinado a atender com exclusivade casos de violência na região.

Mulheres de várias idades exibiam cartazes com mensagens contra a violência doméstica e o machismo, além de divulgar o Disque-denúncia de violência contra a mulher, o telefone 180. Pessoas que passavam recebiam um informe dos organizadores da caminhada que dizia que “em 2017 Embu despontou como uma das cidades mais violentas da região” e “os números de estupro ocorridos na cidade em março aumentaram 40% em relação a janeiro”.

A ex-vereadora Maria das Graças (PT) condenou a postura do homem que “acha que pode fazer o que bem entende” se a mulher “usa saia curta ou um shortinho”. “A mulher tem o direito de escolher como quer se vestir. Temos que exigir respeito”, disse. A vereadora Rosângela Santos (PT) conclamou a sociedade a dar um basta à violência de gênero e conclamou as cidadãs de Embu a se unirem contra toda forma de agressão. “Juntas somos mais fortes”, salientou.

Moradores e visitantes que passavam pela praça aprovaram a manifestação. “Sou contra qualquer tipo de violência, independente do motivo. A lei tinha que pegar mais pesado com as pessoas que praticam violência contra as mulheres. Teria que aumentar os anos de prisão ou ser mais rígido na questão financeira, hoje ele [homem] comete a violência, mas daqui a pouco está solto, paga fiança e está liberado”, disse a gestora Samantha (não informou sobrenome), 31.

Ao lado da mulher, com a filha de 2 meses, o morador Diego Borges considerou a iniciativa um “protesto legítimo”. “Toda mulher tem que ser respeitada. Elas sofrem violência não só de apanhar do marido, também verbal, ameaças, preconceito. Para mudar isso, tem que ser através do diálogo. Agora, se não der certo, tem que fazer denúncia e se afastar”, disse. A esposa Thays reprovou que “nem todas as mulheres têm os mesmos direitos que o homem”.

Com informações de Sandra Pereira

18/07/2018

Inflação pesa mais no bolso de pessoas acima dos 60 anos

A enfermeira Maria Tereza Ambrosio Rossi, de 70 anos, sente no bolso a aceleração da inflação,...

17/07/2018

Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira...

17/07/2018

Brinquedo de infância levará Itapecerica da Serra ao livro dos Recordes

Para chegar ao GUINNESS WORLD RECORDS um grupo de amigos de Itapecerica da Serra, freqüentadores...

17/07/2018

Pat de Itapecerica da Serra disponibiliza vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) da Prefeitura de Itapecerica da Serra. Estão...

11/07/2018

Prefeitura de Taboão abre concurso para contratar 60 Guardas Civis Municipais

A Prefeitura Municipal de Taboão da Serra divulgou nesta terça-feira, 10, a abertura de novo...

11/07/2018

Câmara aprova isenção de energia para famílias de baixa renda

O plenário da Câmara aprovou, nesta noite (10), a gratuidade de energia para famílias de baixa...

11/07/2018

Brasil é o 2º país com mais casos de bullying virtual contra crianças

O cyberbullying é o termo usado para designar práticas de violência que acontecem principalmente...

10/07/2018

Quermesse do Morro não tinha autorização da prefeitura de Taboão e foi encerrada

Após o assassinato do jovem de 18 anos identificado como Marcos Felipe Ferreira da Silva,...

09/07/2018

Moradores do Pirajuçara reclamam do uso de drogas, roubo e violência

Moradores do Pirajuçara em Taboão da Serra reclamam do uso de drogas explicito, de som alto,...

18/07/2018

Garra prende homem em flagrante e recupera carga avaliada em R$ 675 mil

Policiais do Garra prenderam em flagrante na noite desta segunda-feira 17, em Itapecerica da...

18/07/2018

Inflação pesa mais no bolso de pessoas acima dos 60 anos

A enfermeira Maria Tereza Ambrosio Rossi, de 70 anos, sente no bolso a aceleração da inflação,...

17/07/2018

Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.