Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Operação Harpócrates prendeu 33 pedófilos em Taboão, Embu e região

Por Sandra Pereira | 21/02/2018

aapedofilia600

Divulgação - Estadão  Mega operação contra a pedofilia foi comandada pela Seccional de Taboão da Serra, um dos acusados tinha uma boneca de silicone igual a uma criança

A Polícia Civil de Taboão da Serra prendeu, na manhã desta terça-feira (20), 33 pessoas acusadas de crime de pedofilia, principalmente pelo armazenamento e distribuição de fotografias ou vídeos de crianças ou adolescentes em cenas de sexo explícito. As prisões são parte da operação.Ao menos 5 moradores de Taboão da Serra estão entre os presos. Pai e filho que moram no Parque Pinheiros foram detidos.Há entre os presos servidores públicos.

A operação foi batizada de Harpócrates que na mitologia grega, é o deus do silêncio.Quando os gregos conquistaram o Egito, com Alexandre, o Grande, acabaram por transformar o Hórus egípcio numa divindade helenística conhecida como Harpócrates (do egípcio Har-pa-khered ou Heru-pa-khered, lit. "Har, a Criança").

Os suspeitos foram presos em municípios de Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu, Embu das Artes, Carapicuíba, Cotia, , Barueri, Jandira, Itapevi, Santana do Parnaíba, Ferraz de Vasconcelos, Praia Grande, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Ribeirão Pires, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema, Vargem Grande Paulista e Osasco

As investigações, que estão em andamento há seis meses, tiveram como base denúncia anônima de um morador de Taboão da Serra sobre um suspeito de armazenar material pornográfico.

A partir daí, foi feito o levantamento de IP, que é a identidade de cada computador, o que levou a uma rede que inclui 49 pessoas.

De acordo com a delegada, Gilmara Natália dos Santos, ainda não é possível afirmar se há entre os presos responsáveis pela produção do material. “Primeiro, eles estão sendo autuados por armazenamento, depois vamos identificar se estavam trocando o material”.

A delegada disse também que ainda não se sabe se há vítimas nas imagens. “Muitas vezes, a vítima está dentro da casa, sendo abusada, e as pessoas estão trocando as imagens”.
Segundo o Demacro, 250 policiais civis, em 100 viaturas, estão sendo usados na operação, que abrange 21 cidades do Estado paulista. A previsão é de que todas as prisões sejam encaminhadas à sede da delegacia seccional de Taboão da Serra.

As equipes trabalham há meses nas estratégias de investigação dos suspeitos. Segundo o delegado Márcio Fruet, os suspeitos presos trabalhavam em escolas e buffets infantis.

Os presos foram encaminhados para os centros de Detenção Provisória de suas cidades. A pena para tais crimes, prevista no Artigo 241 do ECA (Estatuto do Menor e do Adolescente), é de quatro anos de detenção. "O crime de armazenar fotografias e vídeos é permanente. Para quem transmite, a pena é maior e não há fiança."

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.