Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

PT de Embu expulsa vereador Doda; ele alega sofrer perseguição política do partido

Por Sandra Pereira | 3/02/2018

doda900

Sandra Pereira

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Embu das Artes decidiu em votação unânime, no dia 1º de fevereiro, seguindo o parecer da Comissão de Ética, expulsar o vereador Doda Pinheiro sob a alegação de infidelidade partidária. O PT relatou que a decisão foi fundamentada no fato de Doda descumprir a determinação do partido de fazer oposição firme ao governo do prefeito Ney Santos. Além de expulsar o vereador, o PT já antecipou que pretende acionar a Justiça para cassar o mandato dele.

Na nota em que informou a expulsão de Doda dos seus quadros de filiados, o PT de Embu disse que o vereador adotou postura serviçal em relação ao governo do prefeito Ney Santos. Além disso, citou que ele votou a favor da criação das taxas propostas pelo governo.

O PT de Embu elegeu três vereadores e desde o começo do governo somente a vereadora Rosangela Santos vinha fazendo oposição declarada ao prefeito. O vereador Edvânio Mendes, apesar de fazer parte da mesa diretora da Câmara, não sofreu expulsão já que nos últimos meses de 2017 participou dos movimentos de oposição. Correntes dentro do PT apostam que a expulsão de Doda é o primeiro passo para o partido reencontrar seu caminho e se preparar para as próximas eleições.

Doda disse ao Jornal na Net que recebeu a expulsão do PT com indignação. Afirmou estar sofrendo perseguição política e disse que não teve direito pleno à defesa nas acusações que resultaram na sua expulsão.

“Recebi essa decisão com muita indignação, porque não é de hoje que venho sofrendo perseguição política dentro do PT. O partido não pode me usar como bode expiatório para seus diversos problemas. Se querem moralizar, que comecem pelos caciques que até hoje não foram punidos”, disparou Doda.

Logo depois ele disse que sua cadeira foi conquistada nas urnas e afirmou que a ameaça de caçar o mandato é um golpe claro. “Logo o PT que há poucos dias gritavam aos 4 cantos que era contra o golpe, que mandato se consegue nas urnas? Lamentável”, resumiu.

O Vereador Doda ainda afirmou que desde o início desse processo, o PT estaria atropelando tudo. “Minhas testemunhas não falaram nem na minha presença, nem na presença do meu advogado, até hoje NÃO me deram cópia completa do processo. Vou acionar o partido e o presidente juridicamente”, finalizou.

Leia a íntegra da nota de expulsão do PT:

 

PT de Embu das Artes decide expulsar vereador Doda Pinheiro

Em reunião deliberativa neste dia 1º de fevereiro, quinta-feira, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Embu das Artes decidiu em votação unânime, seguindo o parecer da Comissão de Ética, que o vereador Doda Pinheiro seja expulso do PT por infidelidade partidária.

O processo se iniciou após denúncia feita por um filiado que questionou a posição serviçal do vereador em relação ao governo Ney Santos, que votou a favor da taxa do lixo e de outros projetos pró Ney, contrariando decisões internas do PT.

O vereador vinha se colocando como base do governo, que notoriamente está punindo a população com taxas abusivas e retirada de direitos dos trabalhadores da educação. O Partido dos Trabalhadores reafirma sua luta pelos direitos da população e não vai aceitar em momento algum que um membro do partido, seja lá quem for, tenha atitudes contrárias a essa determinação.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.