Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Esporte

Lutador de Jiu-Jitsu que vai a campeonato Europeu representar Taboão da Serra conquista medalha de bronze

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 21/01/2018

oie_21233034u45big09

Divulgação

O lutador de Jiu-Jitsu Vagner Kuroiwa, de 36 anos, que foi ao campeonato Europeu representar a cidade de Taboão da Serra ficou em terceiro lugar e conquistou medalha de bronze. A última luta que lhe garantiu lugar no pódio aconteceu no último sábado (20), contra um lutador das Ilhas Canárias.

“Não foi o lugar mais alto, mas estou no pódio”, iniciou Vagner. O competidor, que lutou 4 vezes, vencendo dois americanos e um português, parou na semifinal por 4 a 0.  Porém, o resultado, segundo ele, não foi justo, já que o juiz não marcou 2 pontos de raspagem e 2 de queda, o que garantiria um empate.

Apesar do erro da arbitragem, o lutador não se deixou a abater, pois a sensação de poder ocupar um lugar no pódio foi “incrível e maravilhosa”. Honrado por representar a cidade, o atleta ainda afirmou que pretende expandir sua carreira de “Taboão para o mundo”. E o próximo passo é disputar o Panamericano que, este ano, acontece em Los Angeles.

Com essa medalha, Vagner, que já luta há 21 anos, atinge a marca de 13 títulos importantes para o esporte, entre eles o Campeonato Panamericano, Asiático e All Japão, e passa a estar dentro da categoria dos melhores lutadores europeus.

Este ano, o taboense decidiu entrar na competição para superar limites e buscar novos desafios, já que no Europeu estão os melhores lutadores. E fez isso com o dinheiro do próprio bolso, já que não conta com nenhum tipo de patrocínio. Para chegar até Lisboa, onde o campeonato aconteceu, passou a vender rifas e camisetas.

Criança no Tatame

O atleta conheceu o Jiu-Jitsu por meio de um amigo e decidiu se dedicar ao esporte  depois que percebeu ele lhe traria melhorias em várias áreas. “O Jiu-Jitsu foi o que me fez ter uma vida melhor, fez com que eu melhorasse na escola, respeitasse mais meus pais e me fez homem para sociedade”, disse.

Foi por essa filosofia que Vagner se tornou professor de crianças carentes na periferia de Taboão e criou o “Criança no Tatame”. O programa surgiu há cerca de três anos, quando percebeu que os meninos e meninas da cidade precisavam de uma alguma forma de entretenimento.

No projeto, como também não conta com nenhum apoio financeiro, Vagner reúne os materiais necessários, como os quimonos, pedindo as pessoas. Com essa conquista, o atleta espera que consiga reconhecimento e, com ele, algum tipo de ajuda tanto para a carreira quanto para o projeto. “Quem sabe com esse título eu consiga algum apoio”, afirmou o atleta.

As aulas são ministradas na academia onde luta, na Avenida Doutor José Maciel, 800, na Chacára Agrindus, em Taboão da Serra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.