Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Plano de Saneamento começa a ser discutido em Taboão da Serra

Por Prefeitura Municipal de Taboão da Serra | 26/11/2010

saneamento

Ricardo VazSecretário de Obras, Ricardo Rezende fala da importância do tema

A Secretaria de Obras, Infraestrutura e Serviços Urbanos da Prefeitura de Taboão da Serra, iniciou, no dia 22 de novembro, as reuniões sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico.
Os encontros contam com a participação da Sabesp, da Viva Ambiental e da empresa Geométrica, que está auxiliando a prefeitura neste trabalho.

A participação da comunidade é o grande objetivo das reuniões, para juntos definirem as diretrizes e a política que irá orientar na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico que vai tratar o esgoto, lixo (resíduos sólidos), água e drenagem do município. Em cada reunião são eleitos delegados que vão participar da Conferência final, que será realizada no dia 04 de dezembro, às 10h, no auditório da Secretaria de Educação, na rua Elisabeta Lips, 166, no centro da cidade.

Para o prefeito de Taboão da Serra, Dr. Evilásio Farias, o Plano Municipal de Saneamento irá determinar os avanços na qualidade de vida da população. “Ouvir a população sobre a atual situação do município nesta área e após identificarmos os principais problemas e dificuldades que temos conseguiremos elaborar em conjunto esse plano para que possamos avançar cada vez mais, com o objetivo de melhorar a vida das pessoas”, afirma o prefeito.

A participação da população é fundamental nos encontros. “Tem sido muito boa a participação da comunidade. Eles estão correspondendo às nossas expectativas, apesar desse ser um assunto novo para todos”, destacou o secretário de Obras, Ricardo Rezende.

As questões levantadas durante os encontros são devidamente documentadas através de ata para serem retomadas no encontro final. Cada reunião elege no mínimo 10 delegados que irão participar da elaboração do documento final que será enviado ao prefeito para compor o plano.

De acordo com o Secretário de Obras, o tratamento do esgoto, o destino final dos resíduos e a falta de um aterro são os principais problemas no município.  “A solução é o reaproveitamento do lixo, transformando em térmico e energético, reciclar inclusive os vindos da construção civil, o tratamento de esgoto, atualmente só 20% são tratados e desenvolver um amplo trabalho de valorização de matéria prima”, finalizou.

Essas reuniões são um marco, dentre os mais de cinco mil municípios no país, em apenas 100 acontecem essas discussões sobre ações de saneamento que envolve manejo de águas pluviais, estratégias de gerir e equacionar questões relacionadas ao lixo e esgoto. O objetivo é garantir resultados satisfatórios e soluções para os problemas apresentados e diminuir gastos.

Conferência Geral

Auditório da Secretaria de Educação - 04/12/2010 - 10h
Rua Elizabeta Lips, 166 – Centro

Texto: Marcelo Valladão / Foto: Ricardo Vaz

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.