Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Polícia encontra corpo que acredita ser do empresário de Taboão Fábio Mariano Gomes Martins

Por Sandra Pereira | 21/12/2017

fabioo

DivulgaçãoPolícia Civil localizou corpo em decomposição no bairro do Potuveráe, em Itapecerica, que deve ser do empresário de apenas 38 anos

A Polícia Civil de Taboão da Serra localizou durante ação em campo, nesta quarta-feira, 20, na rua João Travensolo Neto, no bairro do Potuverá, em Itapecerica da Serra, um corpo que pode ser do empresário, Fábio Mariano Gomes Martins, 38 anos, dono da empresa Fator Veículos, que funcionava na Vila Iase. O empresário estava desaparecido desde o dia 21 de julho, uma sexta-feira, há cinco meses. Junto do corpo a polícia encontrou um aparelho celular com chip, além de um óculos da marca Oakley. A perícia técnica vai determinar se o corpo é de fato do empresário desaparecido em Taboão. Os delegados, investigadores e policiais que estiveram no local onde o corpo foi achado acreditam que sim. 

De acordo com a polícia, o cadáver estava em adiantado estado de putrefação. De acordo com a polícia foi enterrado numa cova à beira da estrada, dentro da mata. As investigações sobre o crime continuam e a polícia evita dar mais detalhes para não prejudicar o andamento dos trabalhos.

“Logramos encontrar um cadáver em adiantado estado de putrefação enterrado numa cova a beira de uma estrada municipal. Encontramos ainda um celular que possivelmente é da vítima. O cadáver foi encaminhado ao IML e será necropsiado e submetido a exame de DNA”, relatou o delegado titular do 1º DP de Taboão da Serra, Dr. Altamiro.

O empresário Fábio Mariano Gomes Martins desapareceu em julho causando grande comoção entre a família e amigos.O carro que ele usava, uma Saveiro azul, foi achado no dia seguinte, na rua Elpídio José de Oliveira, no jardim Maria Rosa.

A família e os amigos dele fizeram uma ampla busca nas redes sociais e espalharam cartazes em vários bairros e comércios da cidade. Fábio Mariano Gomes Martins era casado e tinha dois filhos pequenos.

Poucos dias depois do seu desaparecimento o delegado responsável pela investigação do caso afirmou acreditar que o empresário tinha sido assassinado. A declaração dele causou ampla repercussão e ao que tudo indica acabou se confirmando.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.