Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Taboão da Serra começa a vacinar contra a Febre Amarela nesta segunda-feira, 18

Por Sandra Pereira | 17/12/2017

raquel

Sandra PereiraSecretária Raquel Zaicanner garantiu em entrevista coletiva que não é preciso pânico ou correria para se vacinar contra a Febre Amarela em Taboão da Serra

As Unidades Básicas de Saúde de Taboão da Serra vão iniciar vacinação contra a Febre Amarela a nesta segunda-feira, 18, das 8 às 17 horas. A cidade está fora do mapa de risco da doença e não há registro de nenhum caso, mas a secretaria Municipal de Saúde resolveu antecipar o bloqueio ambiental da doença, de forma preventiva. O Estado disponibilizou para Taboão da Serra pouco mais de 40 mil doses da vacina. O público alvo preferencial são os moradores do Laguna, Intercap, Mirna, Recanto dos Pássaros, Monte Alegre, Jardim América e Pazzini, por estarem localizados perto de matas. O vetor da febre amarela é principalmente o mosquito Haemagogus.

“Vamos começar a vacinar para Febre Amarela em todas as unidades de Saúde. Neste momento, não é preciso correria para receber a vacina. A cidade está longe de áreas de risco, não temos registro da presença de expressiva população de macacos no município e nem da morte nenhum macaco positivo para a doença. A vacinação é preventiva”, afirmou a secretária de Saúde, Raquel Zaicanner.

De acordo com ela, a vacina contra a Febre Amarela só pode ser tomada uma vez e quem já recebeu a imunização em outra ocasião não deve repetir a vacina, sob pena de sofrer reação adversa. Para tomar a vacina é preciso ser maior de 9 meses e menor de 65 anos. Mulheres gestantes, ou as que amamentam não podem ser vacinadas. As pessoas alérgicas a ovo também não devem receber a vacina. O mesmo ocorre com as pessoas com graves deficiências imunológicas.

“Nem todas as pessoas podem ser imunizadas porque a vacina de um vírus vivo atenuado pode provocar reação muito forte, parecida com a doença. Quem já tomou a vacina e perdeu o comprovante também não precisa tomar. Agora quem vai viajar e precisa do recibo terá que tomar novamente, mas em Taboão não temos o certificado internacional de saúde. Aqui na região Barueri, Cotia e o Hospital Emílio Ribas possuem certificado internacional”, explica a secretária.

Além de ter pouquíssimas áreas de mata fechada Taboão da Serra tem poucos lugares onde pode ser registrada a presença de macacos. A cidade tem 100% de território urbano e graças a isso não dispõe das condições necessárias para a proliferação da doença: mata fechada e árvores altas onde vivem o mosquito transmissor da Febre Amarela.

Segundo a secretaria de Saúde Raquel Zaicanner a Febre Amarela urbana foi erradicada em 1942 e até o momento não há registro de contaminação em áreas urbanas. Mas, ela afirma que é preciso estar atento para evitar a doença, que pode ser altamente letal.

Dra Raquel lembra que a população não pode matar ou machucar os macacos já que eles não transmitem a doença e ainda ajudam a proteger os seres humanos na medida em que alertam sobre as áreas onde há risco de contrair a doença.

“É muito importante que as pessoas entendam que os macacos não são culpados pela doença. Muito pelo contrário, eles nos ajudam a descobrir a presença do mosquito Haemagogus, transmissor da doença. É fundamental que ninguém mate os macacos. Também é muito importante que se alguém encontrar um macaco morte informe a vigilância sanitária”, observou.

A secretaria lembra que a vacina contra a Febre Amarela deverá voltar ao calendário normal de vacinação. Ela orienta que antes de tomar a vacina os moradores devem evitar viajar para locais onde há risco de contrair a doença

Sintomas da Febre Amarela

A Febre Amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

Casos de Febre Amarela 2017

Em janeiro de 2017, o estado de Minas Gerais começou a investigar 23 casos suspeitos de Febre Amarela. Além disso, suspeita-se que 14 óbitos podem estar relacionados à doença. O último surto de Febre Amarela no Brasil ocorreu entre 2008 e 2009, quando 51 casos foram confirmados.

A situação em São Paulo ganhou ainda mais apelo em depois da morte de macacos na zona norte da capital. Essa incidência de febre amarela fez com que o Ministério da Saúde disponibilizasse 1,5 milhão de doses extras de vacina para reforçar os estoques de São Paulo e atender o aumento na procura.

Nas últimas semanas, a morte de macacos com positivo para Febre Amarela em Itapecerica da Serra acendeu o alerta na região. Esse final de semana todas as unidades de saúde de Itapecerica realizaram vacinação contra a doença. A cidade vai manter a vacinação permanente nas UBSs até o fim dos estoques de vacina contra a doença.

As cidades de Embu-Guaçu, Juquitiba e São Lourenço também vão vacinar contra a doença.

 

15/07/2018

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde

Quase R$ 2 bilhões devidos ao Sistema Único de Saúde (SUS) não foram repassados pelas operadoras...

04/07/2018

Programa de Saúde da Mulher é referência em política pública em Taboão da Serra

Já faz tempo que Taboão da Serra supera as cidades da região no tocante às políticas públicas...

02/07/2018

Ministério da Saúde faz parceria com o CVV e ligações se tornam gratuitas

Buscar ajuda por telefone agora é totalmente gratuito. Graças a uma parceria como Ministério da...

01/07/2018

Banco de Sangue montou posto de coleta na Câmara de Taboão

A Câmara Municipal de Taboão da Serra recebeu quase 200 pessoas interessadas em doar sangue e...

30/06/2018

Brasil está entre os países que menos ingerem cálcio no mundo

O Brasil está entre as populações que menos ingerem cálcio do mundo. Este é o resultado de uma...

19/06/2018

Vacina contra a gripe é prorrogada até o dia 22 em Taboão da Serra

A Prefeitura de Taboão da Serra prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até a próxima...

15/06/2018

Prefeitura de Itapecerica conquista R$ 3,5 milhões de investimentos para a Saúde

A Prefeitura de Itapecerica da Serra conquistou através da Autarquia de Saúde-IS uma série de...

15/06/2018

Maternidade de Embu tem índice de parto normal acima da média brasileira

Por Daniela Kartin

A Maternidade Municipal Alice Campos Mendes Machado vem se tornando...

14/06/2018

Vacinação contra a Febre Amarela é prorrogada até está sexta 15 em Taboão

A campanha de vacinação contra a febre amarela foi prorrogada até está sexta-feira 15 em Taboão...

17/07/2018

Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira...

17/07/2018

Em um ano, EMTU cancela três linhas em Embu e Itapecerica da Serra

Entre Janeiro de 2017 e Maio de 2018, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos),...

17/07/2018

Brinquedo de infância levará Itapecerica da Serra ao livro dos Recordes

Para chegar ao GUINNESS WORLD RECORDS um grupo de amigos de Itapecerica da Serra, freqüentadores...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.