Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Consciência Negra é celebrada por escolas de Taboão da Serra

Por Assessoria de Imprensa da prefeitura de Taboão da Serra | 1/12/2017

negr22

Ricardo Vaz Em evento realizado no Cemur, escola de Taboão da Serra celebram

Pelo quinto ano consecutivo as escolas da Rede Municipal de Ensino de Taboão da Serra comemoraram o Dia da Consciência Negra. Em um grande evento promovido em 21 de novembro no Cemur pais, alunos e educadores celebraram a cultura afro e a resistência do negro à opressão escravagista.

Durante a abertura, o secretário de Educação Prof. João Medeiros, que é formado em história, relembrou que a princesa Isabel não foi uma redentora ao assinar a Lei Áurea e deu uma breve aula sobre o assunto. “A escravidão foi criada no mundo e no Brasil porque era uma atividade lucrativa. Durante muitos anos nas escolas se comemorava o 13 de maio, dia que a princesa Isabel assinou a Lei Áurea, isto é uma versão hipócrita da história do Brasil. Na verdade, era mais barato trazer os imigrantes italianos, suíços e alemães para trabalhar nas fazendas de café do que trazer escravos que podiam fugir e dar prejuízos para a economia”, declarou o secretário.

“Este país teve mais de 300 anos de história de escravidão perversa e o negro ficou com a pior parte. Comemoramos aqui o sangue dos escravos que escreveram a história do Brasil, que plantaram cana-de-açúcar, que trabalharam nas fazendas de café, no comércio do Rio de Janeiro e que contribuíram muito para o desenvolvimento do nosso país e, principalmente, de Taboão da Serra”, completou Prof. João Medeiros.

Quem compareceu ao Cemur, logo no hall de entrada, se deparou com um enorme painel que relembrou personalidades negras do Brasil e do mundo, como Nelson Mandela, Martin Luther King, Elza Soares, dentre outros. Já dentro do anfiteatro, foi possível acompanhar apresentações de danças, teatro, declamação de poesias e cordel, desfile com trajes típicos africanos, além de participar de oficinas de confecção de bonecas Abayomi, jogos africanos, modelagem e pintura da Galinha D’Angola.  

Lucimeire Brás dos Santos foi acompanhar a participação da filha Rafaela, que aluna da EMEF Dr. Anísio Dias dos Reis. A jovem gostou do evento e se divertiu com as apresentações. “Estou achando excelente, muito fofo. Eu curto todo mundo, tanto os grandes, quanto os pequenos. Está ótimo. Muito legal”, afirmou.

O coordenador Especial de Promoção de Igualdade Racial de Taboão da Serra, Antônio Carlos Sousa Santos, também prestigiou o evento e novamente parabenizou a parceria com a Secretaria de Educação. “Há cinco anos a Secretaria de Educação pactou com a CEPIR e desenvolve uma agenda própria. Esta parceria atende ao Estatuto da Promoção da Igualdade Racial que eu considero o segundo maior ordenamento jurídico, depois da Constituição Brasileira, e nos garante direitos”, disse. “O Prof. João Medeiros e a Secretaria de Educação, estão envolvidoscom a questão racial e estãoatendendo todas estas expectativas do desenvolvimento de ações afirmativas na cidade para o combate ao racismo e o preconceito durante o governo do prefeito Fernando Fernandes”, finalizou Sousa Santos.

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.