Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

No Brasil, falta trabalho adequado para 26,8 milhões de pessoas, diz IBGE

Por Outro autor | 17/11/2017

trabalho_1

Divulgação Os números, no entanto, significam que ainda representa 26,8 milhões de pessoas sem trabalho adequado no país. 

A taxa de subutilização da força de trabalho no país ficou praticamente estável no terceiro trimestre do ano, fechando em 23,9% do mercado de trabalho – crescimento de apenas 0,1 ponto percentual frente aos 29,8% relativos ao segundo trimestre. Os números, no entanto, significam que ainda representa 26,8 milhões de pessoas sem trabalho adequado no país.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados hoje (17), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de subutilização, segundo os parâmetros do IBGE, agrega a população desocupada, os subocupados por insuficiência de horas e os que fazem parte da força de trabalho potencial.

Deste total apurado pelo IBGE, 18,5% (o equivalente a 19,2 milhões de pessoas) diziam respeito à taxa combinada de subocupação por insuficiência de horas trabalhadas e desocupação (pessoas ocupadas com uma jornada de menos de 40 horas semanais, mas que gostariam de trabalhar em um período maior, somadas às pessoas desocupadas).

Em relação ao segundo trimestre, essa taxa combinada mostrou estabilidade, uma vez que equivalia a 18,6% do total da força de trabalho. Quando a comparação se dá com o 3º trimestre de 2016, de 16,5%, há um aumento da taxa de 2,1 pontos percentuais.

No terceiro trimestre de 2017, as maiores taxas foram verificadas na Bahia (30,8%),  no Piauí (27,7%), em Sergipe (25,2%), no Maranhão (24,9%) e em Pernambuco (24,5%). As  menores  taxas foram registradas em Santa Catarina (8,9%), no Mato Grosso (12,0%), em Rondônia (12,2%),  no Mato Grosso do Sul (12,8%), Paraná (13,0%) e Rio Grande do Sul (13,0%).

22/02/2018

Inspeção recupera mais de R$ 4 bi de recursos do FGTS em 2017

A fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) recuperou, em 2017, R$ 4,2 bilhões em...

21/02/2018

Seminário do Conselho Consultivo acontece em Itapecerica da Serra

No último dia 08 de fevereiro, aconteceu o Seminário Subsídios ao Plano de Desenvolvimento...

20/02/2018

Após seis meses Emplacamento Premiado chega ao fim

Lançado em agosto de 2017 pela Prefeitura de Embu das Artes o Emplacamento Premiado foi uma...

20/02/2018

Governo estuda ações de comunicação para explicar privatização da Eletrobras

O governo federal estuda promover diversas ações de comunicação para tratar da privatização da...

19/02/2018

Taboão da Serra comemora 59 anos de emancipação de Itapecerica da Serra

Fundada em 19 de fevereiro de 1959 Taboão da Serra registra a maior densidade demográfica do...

19/02/2018

Prefeitura, Câmara e Poupatempo de Taboão não abrem hoje por feriado de 59 anos

Por conta do feriado municipal de aniversário dos 59 anos de Taboão da Serra o funcionamento dos...

19/02/2018

Governador Alckmin inicia as obras da nova estação Francisco Morato

O governador Geraldo Alckmin deu início, neste sábado (17/02), às obras de implantação da nova...

18/02/2018

Acordo para compensar perdas na poupança não abrange confisco do Plano Collor 1

 

Responsável pelo confisco de depósitos bancários e da caderneta de poupança de milhões de...

22/02/2018

Inspeção recupera mais de R$ 4 bi de recursos do FGTS em 2017

A fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) recuperou, em 2017, R$ 4,2 bilhões em...

22/02/2018

País registra 164 mortes por febre amarela desde julho

Entre 1º julho de 2017 e 20 de fevereiro deste ano, foram confirmados 545 casos de febre amarela...

22/02/2018

Jorge Costa cumpre com o dissídio dos servidores de Itapecerica da Serra

O prefeito Jorge Costa convocou nesta quarta-feira (21), uma reunião no Ginásio Municipal de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.