Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Audiência Pública de Transporte revela impasse entre administração e Pirajuçara/Fervima

Por Sandra Pereira | 8/11/2017

selecao

Leandro Barreira - Assessoria de Imprensa CMTSSecretário Dr. Gerson Brito quer garantias de que novos ônibus não trarão aumento de passagem

A audiência pública da Comissão de Transportes na Câmara de Taboão da Serra ocorrida na segunda-feira (6) evidenciou um impasse entre até então mantido nos bastidores entre a empresa viação Pirajuçara/ Fervima e a administração. De um lado, a empresa comprou e quer por na rua 20 novos ônibus zero quilômetros. Do outro, a secretaria de Transportes não quer autorizar a circulação dos novos veículos sob o argumento de que a circulação deles pode ensejar em aumento de tarifa. Por causa do impasse a audiência foi tensa.

Numa fala firme, o secretário Gerson Pereira Brito, demostrou sensibilidade com a crise financeira do país. Se posicionou contra a possibilidade de aumento da passagem e sugeriu que a empresa pode deixar a cidade, “que tem outras 500 querendo entrar”. O secretário avisou que vai manter fiscalização constante do serviço de transporte municipal, como determina o contrato firmado entre a cidade e a empresa. A segurança dos motoristas e usuários é a maior preocupação do secretário, que desde o começo de sua gestão aplicou multas de quase R$ 1 milhão.

“O poder público é quem deve manter o controle do sistema, não o contrário. Não é a empresa que diz quando tem que comprar ônibus. O povo quer ônibus novo sim, mas não quer pagar mais caro. Quem tem que dizer quando tem comprar e que ônibus tem que comprar é o poder público. Não aceitamos essa conversa”, disse.

Ele chegou a dar um exemplo de pessoas que não tem dinheiro para pagar o valor total da passagem e acabam não sendo levadas ao seu destino porque os motoristas não tem autorização para transportar passageiros que não podem pagar a passagem na íntegra.

O secretário chegou pouco depois da audiência começar. Sua ausência tinha sido criticada, mas ele explicou que o atraso foi decorrente da falta de informação precisa sobre o horário. Logo depois relatou que está em busca de documentos para conhecer os custos da empresa e bater os números da planilha que incide no valor da passagem.

“Quando nós sentamos o empresário sempre fala: eu tô falindo e preciso de aumento. Então tá falindo e compra ônibus novos? Quero documentos dos últimos 5 anos para saber o custo real da empresa e analisar a tarifa. Eu quero documento. Não vem com conversa de auditor, eu quero ver. É minha obrigação fiscalizar”, disse.

Os advogados da empresa rebateram algumas falas do secretário, disseram que a empresa também prima pela legalidade. Disseram que a intenção dos novos ônibus não é aumentar a passagem, mas não deram garantias de que isso ocorrerá ou não. Os defensores da empresa alegaram que não houve retenção de documentos.

Durante a maior parte da audiência, a relação litigiosa entre a empresa responsável pelo transporte municipal e a administração ficou evidente e os vereadores membros da Comissão propuseram diálogo entre as partes.


O presidente da comissão, vereador Marcos Paulo (PPS), admitiu o impasse e pediu diálogo. O vice-presidente da Comissão Johnatan Noventa e o vereador Carlinhos do Leme seguiram a mesma linha.

“Ficou evidente que há um impasse jurídico e administrativo. Todos querem os ônibus rodando, mas há o receio de que isso impacte diretamente na planilha de passagem. Por outro lado é um direito contratual da empresa pedir o aumento. Mas essa decisão cabe a prefeitura e não a comissão. Fizemos a nossa parte para tentar entender, esse impasse, mas não viemos discutir aumento ou redução de passagem”, disse Marcos Paulo.

 

07/12/2017

Prefeitura de Taboão fecha cerco a publicidade irregular em abrigos de ônibus

Em vigor há quase 10 anos, o Código Tributário de Taboão da Serra (Lei Complementar Nº...

04/12/2017

Brasil sedia encontro internacional para discutir despoluição dos transportes

O primeiro Encontro Internacional sobre Descarbonização do Transporte reunirá em Brasília, a...

03/12/2017

Loja do Cartão Bom de Itapecerica fecha as portas e usuários são prejudicados

Usuários foram surpreendidos com a notícia do fechamento da loja do Cartão Bom de Itapecerica da...

30/11/2017

Governador promete que IPVA 2018 será mais barato em São Paulo

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ficará mais barato em São Paulo em...

27/11/2017

Setram multa Fervima após ônibus circular perder janela durante viagem

A secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana multou em mais de R$ 9 mil a empresa Viação...

17/11/2017

Licenciamento: novembro é o mês de veículos com final 9

Os proprietários de veículos com placa final 9 já podem fazer o licenciamento. Já os donos de...

13/11/2017

Congonhas reabre após ter 34 voos desviados por causa de drone

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, reabriu hoje (13) normalmente, após ter 34...

13/11/2017

Em sua 1ª edição, POP Run reúne mais de 600 corredores nas ruas de Taboão

Mais de 600 corredores profissionais e amadores participaram na manhã deste domingo (12) da 1ª...

13/11/2017

Moradores se unem e deputada Analice consegue reverter paralização da linha 029

A máxima de que o povo unido jamais será vencido virou realidade na última sexta-feira, 10,...

12/11/2017

Moradores do Jardim Clementino, Guaciara e Roberto em Taboão reclamam de buracos

A população de Taboão da Serra, entre os bairros do Jardim Clementino, Jardim Guaciara e Jardim...

14/12/2017

Governo libera hoje abono salarial de 2016 para nascidos em dezembro

O Ministério do Trabalho liberou hoje (14) o pagamento do abono salarial do PIS/ Pasep ano-base...

14/12/2017

Definido calendário escolar para o ano letivo de 2018

Foi divulgado na noite desta quarta-feira (13), o calendário escolar para 2018. O ano letivo...

13/12/2017

Ney Santos reajusta bolsa da Frente de Trabalho de R$ 350 para R$ 1.000,00

A partir de janeiro de 2018 os integrantes da Frente de Trabalho de Embu das Artes vão receber...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.