Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Audiência Pública de Transporte revela impasse entre administração e Pirajuçara/Fervima

Por Sandra Pereira | 8/11/2017

selecao

Leandro Barreira - Assessoria de Imprensa CMTSSecretário Dr. Gerson Brito quer garantias de que novos ônibus não trarão aumento de passagem

A audiência pública da Comissão de Transportes na Câmara de Taboão da Serra ocorrida na segunda-feira (6) evidenciou um impasse entre até então mantido nos bastidores entre a empresa viação Pirajuçara/ Fervima e a administração. De um lado, a empresa comprou e quer por na rua 20 novos ônibus zero quilômetros. Do outro, a secretaria de Transportes não quer autorizar a circulação dos novos veículos sob o argumento de que a circulação deles pode ensejar em aumento de tarifa. Por causa do impasse a audiência foi tensa.

Numa fala firme, o secretário Gerson Pereira Brito, demostrou sensibilidade com a crise financeira do país. Se posicionou contra a possibilidade de aumento da passagem e sugeriu que a empresa pode deixar a cidade, “que tem outras 500 querendo entrar”. O secretário avisou que vai manter fiscalização constante do serviço de transporte municipal, como determina o contrato firmado entre a cidade e a empresa. A segurança dos motoristas e usuários é a maior preocupação do secretário, que desde o começo de sua gestão aplicou multas de quase R$ 1 milhão.

“O poder público é quem deve manter o controle do sistema, não o contrário. Não é a empresa que diz quando tem que comprar ônibus. O povo quer ônibus novo sim, mas não quer pagar mais caro. Quem tem que dizer quando tem comprar e que ônibus tem que comprar é o poder público. Não aceitamos essa conversa”, disse.

Ele chegou a dar um exemplo de pessoas que não tem dinheiro para pagar o valor total da passagem e acabam não sendo levadas ao seu destino porque os motoristas não tem autorização para transportar passageiros que não podem pagar a passagem na íntegra.

O secretário chegou pouco depois da audiência começar. Sua ausência tinha sido criticada, mas ele explicou que o atraso foi decorrente da falta de informação precisa sobre o horário. Logo depois relatou que está em busca de documentos para conhecer os custos da empresa e bater os números da planilha que incide no valor da passagem.

“Quando nós sentamos o empresário sempre fala: eu tô falindo e preciso de aumento. Então tá falindo e compra ônibus novos? Quero documentos dos últimos 5 anos para saber o custo real da empresa e analisar a tarifa. Eu quero documento. Não vem com conversa de auditor, eu quero ver. É minha obrigação fiscalizar”, disse.

Os advogados da empresa rebateram algumas falas do secretário, disseram que a empresa também prima pela legalidade. Disseram que a intenção dos novos ônibus não é aumentar a passagem, mas não deram garantias de que isso ocorrerá ou não. Os defensores da empresa alegaram que não houve retenção de documentos.

Durante a maior parte da audiência, a relação litigiosa entre a empresa responsável pelo transporte municipal e a administração ficou evidente e os vereadores membros da Comissão propuseram diálogo entre as partes.


O presidente da comissão, vereador Marcos Paulo (PPS), admitiu o impasse e pediu diálogo. O vice-presidente da Comissão Johnatan Noventa e o vereador Carlinhos do Leme seguiram a mesma linha.

“Ficou evidente que há um impasse jurídico e administrativo. Todos querem os ônibus rodando, mas há o receio de que isso impacte diretamente na planilha de passagem. Por outro lado é um direito contratual da empresa pedir o aumento. Mas essa decisão cabe a prefeitura e não a comissão. Fizemos a nossa parte para tentar entender, esse impasse, mas não viemos discutir aumento ou redução de passagem”, disse Marcos Paulo.

 

19/07/2018

“Patriotas” continuam acampando as margens da Régis e trânsito fica lento

Desde a manhã desta quinta-feira 19, um grupo de manifestantes denominados “patriotas” continua...

17/07/2018

Em um ano, EMTU cancela três linhas em Embu e Itapecerica da Serra

Entre Janeiro de 2017 e Maio de 2018, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos),...

17/07/2018

Grupo pede saída dos três Poderes, fecha Régis Bittencourt trava trânsito

Um pequeno grupo de pessoas autodenominados patriotas fechou a rodovia Régis Bittencourt em Embu...

11/07/2018

PRF encerra Operação 9 de Julho com diminuição dos mortos

O feriado de 9 julho celebra no estado de São Paulo a Revolução Constitucionalista de 1932,...

09/07/2018

Eleito campeão da Copa dos Recursos mais Incríveis da Lei Seca

Com a hashtag OSantoAjuda, a desculpa de um motorista que alegou ter perdido o controle do seu...

04/07/2018

Emcampa lança petição contra a retirada de cobradores das linhas intermunicipais

A plataforma Emcapa lançou uma petição online contra a retirada de cobradores das linhas...

03/07/2018

Estudantes itapecericanos devem fazer cadastramento no CadÚnico

A SPTrans prorrogou o prazo para estudantes comprovarem baixa renda e manterem gratuidade em...

30/06/2018

Motorista de carro de luxo atropela e mata três da mesma família em Campo Limpo

Um motorista de um carro de luxo é o principal suspeito de ter atropelado e matado três pessoas...

28/06/2018

Secretaria de Transportes convoca escolares para vistoria veicular obrigatória

A partir do dia 02, até 31 de julho, a Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana...

22/06/2018

Caminhão tomba e destrói veículo em Taboão da Serra

Um caminhão betoneira tombou sobre um veículo, que ficou completamente destruído, por volta do...

21/07/2018

Justiça federal proíbe bloqueio na Régis Bittencourt após protestos

A Justiça federal proibiu o bloqueio total do km 280 da rodovia Régis Bittencourt, na altura de...

20/07/2018

Projeto social de Jiu-Jitsu em Embu dá frutos e alunos conquistam medalhas

Guerreiros de Gideão é um projeto social que ensina a arte do Jiu-Jitsu para crianças carentes...

19/07/2018

TC encontra irregularidades no armazenamento de medicamentos em Itapecerica

Foi divulgado nesta quarta-feira 18, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) um relatório onde...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.