Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores debatem ideologia de gênero e Nóbrega comemora fala do prefeito sobre a sucessão em 2020

Por Sandra Pereira | 1/11/2017

consert

Divulgação Eles classificaram o projeto como sendo uma prática nefasta da esquerda e não economizaram em nada nos adjetivos negativos

Os vereadores de Taboão debateram na sessão desta terça-feira, 31, a ideologia de gênero, com posicionamento contrário à prática dentro das escolas. Eles classificaram o projeto como sendo uma prática nefasta da esquerda e não economizaram em nada nos adjetivos negativos. O tema foi levado à Câmara pelo Padre Carlos, atendendo solicitação do vereador Marcos Paulo, que aproveitou o debate para defender também sua posição contrária à disseminação de ideologias partidárias nas escolas.

“Deus fez o homem e a mulher. A anatomia também destaca macho e fêmea, então como ninguém nasce homem ou mulher? A imposição da ideologia de gênero fere a família e a sociedade. Não podemos nos calar diante dessa aberração ética e moral”, afirmou o padre Carlos, antes de agradecer o convite do vereador Marcos Paulo e se desculpar publicamente por declarações polêmicas que fez no passado.

 “Sou totalmente contra essa discussão de ideologia de gênero nas escolas. Quero mandar um recado forte a todas as famílias, protocolei um projeto da escola sem partido e contra a ideologia de gênero. Precisamos nos unir em defesa da família e de acordo com os mandamentos de Deus. Vamos unir as igrejas evangélicas e católicas e unir forças para preservar a família”, observou Marcos Paulo.

Logo depois do debate sobre ideologia de gênero a eleição municipal de 2020 voltou à pauta da Câmara municipal, quando vereador Eduardo Nóbrega, celebrou de tribuna a declaração de prefeito Fernando Fernandes  indicando que o escolhido para sucessão deve estar filiado ao PSDB. A declaração do prefeito soou como mantra e atraiu de imediato os ouvidos atentos do vereador José Aparecido, Cido (DEM), que também já se declarou candidato a prefeito e por conta disso começou “namoro”, com o ninho tucano.

Nóbrega lembrou que o prefeito Fernando Fernandes tratou do tema durante entrevista coletiva após as comemorações do Outubro Rosa, no Parque das Hortênsias, afirmando que o sucessor deve ser filiado ao PSDB. Feliz, o líder do governo demonstrou estar convicto de que será o candidato escolhido e anunciado pelo prefeito após a eleição da deputada Analice Fernandes.

Imediatamente depois de comemorar as declarações do prefeito Eduardo Nóbrega negou uma informação que estaria sendo repassada pelo ex-vereador e pré-candidato a prefeito Taboão da Serra, José Aprígio, indicando que  ele seria vice na sua chapa. Nóbrega afirmou que em processos eleitorais, a contra informação é legítima, mas, rechaçou a união com Aprígio.

Em seguida, ele alertou aos pares de que o fim das coligações desenha um novo cenário, no qual a eleição de vereador passa necessariamente pela filiação em um partido forte e com possibilidade concreta de eleger vereador. A nova regra imposta pela minirreforma eleitoral é a aposta dele para conseguir garantir o apoio de todos os vereadores ao seu nome como candidato a prefeito em 2020. Ao menos para a classe política de Taboão, 2020 parece ser amanhã.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.