Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Juiz condena acusado em caso Celso Daniel

Por Karen Santiago | 18/11/2010

julgamento_3_350.JPG

Cembranelli afirmou em entrevista que várias provas comprovaram a participação do condenado

Muita movimentação no Fórum de Itapecerica da Serra nesta quinta-feira, 18 de novembro. No local, um dos sete acusados de envolvimento no assassinato de Celso Daniel foi julgado. O Jornal na Net foi o único veículo da região que conseguiu com exclusividade acompanhar o julgamento e a decisão da Justiça que condenou o acusado, após oito anos do assassinato brutal do então prefeito de Santo André.

Marcos Roberto Bispo dos Santos foi condenado a 18 anos de prisão inicialmente em regime fechado por participação na morte de Celso Daniel em 2002. Ele foi considerado culpado pelo crime - com duas qualificadoras, motivo torpe e impossibilidade de defesa à vítima - pelos jurados (cinco mulheres e dois homens), durante toda esta quinta-feira.

A sentença foi anunciada pelo juiz Antonio Augusto Galvão de França Hristov às 17h30. Em sua justificativa para a pena, o juiz citou que o crime causou "dessassego social" devido ao cargo ocupado pela vítima.

Por não comparecer ao julgamento Marcos foi julgado à revelia. Foragido da Justiça, ele já era procurado pela polícia antes do júri. Havia um mandado de prisão preventiva contra ele. Além da ausência do condenado, o júri não teve testemunhas para serem ouvidas. As quatro da defesa não compareceram.

Em depoimentos anteriores, Marcos chegou a confessar o crime à Polícia Civil, mas depois, em juízo, negou essa versão e disse que havia sido torturado para confessar um crime que não cometeu. E esse foi o único argumento que o advogado do réu sustentou “a única prova da participação de meu cliente no crime fora uma confissão sob tortura que ele deu ao Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP)”, afirmou o advogado.

De acordo com o advogado do condenado, Adriano Marreiro, não há provas contra o seu cliente. “Não tenho dúvida que o Marcos entrou como “laranja” no caso para tirar a conotação política. Vou recorrer da sentença”, disse.

O promotor Francisco Cembranelli foi o responsável pela sustentação oral aos jurados. Para o representante do Ministério Público, o político foi morto porque tentou acabar com um esquema de corrupção na Prefeitura de Santo André naquela época.

Em sua fala, o promotor afirmou que Celso Daniel havia descoberto que parte da propina dada por empresários à administração da prefeitura e repassada à diretoria do Partido dos Trabalhadores para financiar caixa dois de campanha eleitoral também estava sendo desviada para contas particulares dos envolvidos no esquema.

“Marcos foi o responsável por levar Celso Daniel de carro para um cativeiro, onde o político foi morto a tiros em 18 de janeiro de 2002. Ele dirigia um Santana roubado e participou do crime”, afirmou na réplica.

Durante a tréplica do advogado de defesa, Marreiro e Cembranelli discutiram por três vezes e chegaram a alterar o tom de voz, gerando um clima de discussão acirrada. O advogado afirmou que o promotor não tinha provas concretas do acusado e que ele (Cembranelli), apresentou provas envolvendo os outros acusados, mas que não sustentou, em sua opinião provas contra Marcos. “Ele só confessou porque foi torturado. Mas não tem participação no crime”, defendeu o advogado.

Cembranelli afirmou que se não houvesse provas, o Ministério Público tinha encerrado o caso. “Quem alega tortura é o senhor, apresentei as provas que tenho e todas estão no processo, assim como todas as testemunhas de acusação”, afirmou o promotor.

Marcos foi julgado num processo em separado de outros dois a respeito do caso Celso Daniel. Segundo o juiz do município, Dr. Antônio Augusto Galvão de França Hristov, os outros sete acusados ainda serão julgados em 2012. “Geralmente o tribunal de justiça calcula dentro de um ano para ir a julgamento”, afirmou.

Ainda de acordo com o juiz, a cidade realizou até esta quinta-feira, 18, 60 plenários de júri, sendo que a comarca realiza também júri acumulativo. “Vara de família, mas os jurados já estão se acostumando, porque na próxima quinta-feira acontece mais um plenário de júri”, finalizou.

A segurança do local ficou a cargo da Guarda Civil Municipal (GCM) e também da Polícia Militar.

Confira mais fotos do julgamento:

julgamento_1.JPG

Momento da sentença: acusado pega 18 anos de prisão

julgamento 4_1.JPG

Juiz da cidade fala durante entrevista coletiva à imprensa

julgamento_3502.JPG

Advogado defende o condenado e diz que vai recorrer da decisão

gabriel

e isso ai cembranelli e dr antonio galvao bandido e na cadeia ele merece por te ´participado do crime e criminoso tambem

ANALIA SANTIAGO

Parabens ! á todos que estam cumprimindo as leis deste maravilhoso pais, honrando pessos de bem .Que venha mais promotores feito o dr. Cembranelli.

Fã da Jornalista Autora desta matéria.

Que a justiça faça sua parte, e indique os culpados pela morte do prefeito de Sto. Andre. Ótima matéria, parabéns por ser objetiva, é de jornalistas assim que os grandes meios de comunicação precisam!

19/04/2017

Polícia apreende carro com placa adulterada em Embu

Policias do CGP suspeitaram de um individuo que estava em um veiculo Celta de cor vermelha. Ao...

19/04/2017

Mulher é presa efetuando compras com cartão clonado em Taboão

Policiais conseguiram efetuar a prisão de uma mulher que efetuava compras com cartão clonado em...

17/04/2017

Sucateamento da Polícia Civil é constatado nas Seccionais da região

A Diretoria do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo esta promovendo uma...

12/04/2017

Prefeitura lacra asilo clandestino onde idoso morreu em Taboão

Depois da morte de um idoso e a remoção de outros seis de um asilo clandestino localizado na Rua...

12/04/2017

Policiais encontram armas e munições em carro abandonado em Itapecerica

 

Policiais do 25º BPM conseguiram aprender duas armas que estavam dentro de um carro...

11/04/2017

GCM acha idoso morto e outros 6 em cárcere privado num abrigo clandestino

Após ouvirem gritos de socorro e pedidos de ajuda vizinhos de um imóvel localizado na rua...

11/04/2017

PM prende homem que realizava roubos em Taboão com simulacro de pistola

Policiais militares conseguiram prender na tarde desta terça-feira (11), um individuo que...

11/04/2017

PRF troca tiros e prende criminosos em veículo roubado na Régis

A Polícia Rodoviária Federal prendeu dois criminosos na tarde desta segunda-feira, em São...

10/04/2017

PRF recupera carga de aço avaliada em R$ 3 Milhões na Régis

Policiais da PRF conseguiram recuperar na Régis, uma carga de aço que havia sido roubada no...

23/04/2017

Mancha Alvi Verde Taboão ajuda a alegrar festas das crianças do Amor Perfeito

Um grupo de integrantes da Mancha Alvi Verde Taboão da Serra Zona Sul faz bonito fora dos...

22/04/2017

Câmara aprova requerimento contra demora na reconstrução do muro

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram por unanimidade, na sessão da terça-feira, 18,...

22/04/2017

Taboãoprev presta contas de 2016 em audiência da Comissão de Finanças da Câmara

A Autarquia Previdenciária do Município de Taboão da Serra (Taboãoprev) realizou prestação de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.