Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Unicef: a cada 10 minutos morre uma menina vítima de violência

Por Outro autor | 11/10/2017

unicef

Divulgação Em 2016, aproximadamente 535 milhões de crianças no mundo uma em cada quatro viviam em países afetados por conflitos violentos, desastres naturais ou outras emergências. 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lembrou, nesta quarta-feira (11), por ocasião do Dia Internacional da Menina, que a cada dez minutos morre no mundo uma menina vítima de violência. A informação é da Agência EFE.

Em 2016, aproximadamente 535 milhões de crianças no mundo todo - uma em cada quatro - viviam em países afetados por conflitos violentos, desastres naturais ou outras emergências. Por isso, o Unicef destacou hoje os desafios que devem enfrentar milhões de meninas antes, durante e após as crises humanitárias.

Três quartos desses menores vivem na África Subsaariana.

Em países como o Sudão do Sul ou a Somália existem "milhões de meninas que continuam com seus direitos básicos negados". A diretora do Unicef para o Leste e Sul da África, Leila Pakkala, lembra que,  em situações de conflito, as meninas têm 2,5 vezes mais possibilidades de serem retiradas do colégio.

"Em períodos de emergência e crise, a violência sexual afeta desproporcionalmente as meninas, que enfrentam alto risco de abusos, exploração e tráfico de menores", acrescenta.

No caso do Sudão do Sul, o nível de violência sexual e física contra as meninas se intensificou muito por causa da instabilidade do país. Por isso, o Unicef treinou mais de 350 pessoas sobre como denunciar essas situações, além de criar 16 espaços seguros para mulheres e meninas.

Além disso, a instituição destaca que a grave seca na região do Chifre da África afeta especialmente as meninas, que têm "menos recursos, menos mobilidade e mais dificuldade para acessar redes básicas de informação".

Na Etiópia, o Unicef concentrou seus esforços em levar água para mais de 2,1 milhões de pessoas atingidas pela seca, com o objetivo de reduzir os riscos a que as crianças ficam expostas, por caminharem longas distâncias em busca de água.

"Quando as meninas recebem melhores serviços, segurança, educação e habilidades, estão em melhor posição para enfrentar conflitos ou desastres naturais", acrescenta o documento, que pede  "investimento focalizado e colaboração" para "capacitar as meninas".

18/10/2018

Procon de Itapecerica apreende centenas de brinquedos impróprios para venda

O Procon de Itapecerica da Serra realizou uma ação fiscalizatória na última quinta-feira, 11 de...

18/10/2018

Trabalhadores nascidos em outubro já podem sacar abono do PIS de 2017

Começa nesta quinta-feira (18) o pagamento do abono salarial do Programa de Integração Social...

17/10/2018

Unidade do Procon de Itapecerica da Serra tem novo endereço

Desde a última segunda-feira, dia 15, a Unidade Procon de Itapecerica da Serra passou a atender...

17/10/2018

Correios vão fechar 41 agências em quinze estados a partir de hoje

Os Correios dão início nesta terça-feira, 16, ao processo de fechamento de 41 agências...

16/10/2018

Governo mantém início do horário de verão em 4 de novembro

O Planalto volta atrás em decisão de adiar mudança nos relógios para 18 de novembro por causa do...

15/10/2018

Restaurante Popular celebra o Dia da Alimentação na próxima terça-feira, 16

A Prefeitura de Embu das Artes, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, vai celebrar o...

15/10/2018

Unidade do Procon no Centro de Embu estará fechada esta semana para mudança

O Procon unidade Centro (na sede da Prefeitura) estará fechado durante toda a semana ( de 15 a...

ingle

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.