Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Demolição de casas em área de risco em Itapecerica

Por Karen Santiago | 17/11/2010

demolicao.JPG

Residências foram demolidas e famílias foram alojadas em Escola

Tristeza e revolta. Foi assim a quarta-feira, 17 de novembro, para os moradores do Recreio Primavera, em Itapecerica da Serra. Uma megaoperação reunindo os principais órgãos e secretárias da cidade foi realizada pela prefeitura após determinação do juiz Antônio G. de França Hristov que deu o prazo de 10 dias para a remoção de 13 residências em área de risco.

A determinação foi um desdobramento da ação civil pública proposta pelo promotor de Justiça Gustavo Albano Dias da Silva, que após reunião com a prefeitura e o dono do terreno, decidiu embasado na lei, que uma ação deveria ser feita antes do período de temporais.

De acordo com laudo do Laboratório de Riscos Ambientais do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas, a interdição era necessária, pois o local apresenta alto grau de risco de deslizamento. Outras 15 casas condenadas pelo IPT já haviam sido derrubadas em dezembro de 2009.

Segundo o Comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), a ação ocorreu de forma pacífica com a participação da Defesa Civil, Conselho Tutelar, Departamentos de Habitação e de Comunicação Social, além de integrantes da Autarquia de Saúde, Secretarias de Inclusão e Desenvolvimento Social, Obras e Serviços, Assuntos Jurídicos, Planejamento e Meio Ambiente e Segurança, Trânsito e Transportes. A Sabesp também esteve no local realizando o desligamento da rede de água e a Zoonoses retirou os cachorros abandonados.

“O único impasse foi no momento em que o morador de uma das casas, não aceitando a desapropriação colocou fogo em seus móveis. Outros moradores disseram que foi a prefeitura que ateou fogo e começaram a insinuar que ateariam fogo nos caminhões, juntamente com um dos integrantes do MTST que esteve no local. Mas rapidamente, após uma conversa, a ação voltou ao normal”, explicou o comandante Marques.

Além de manter a ação de forma pacifica, a GCM concedeu a pedido da prefeitura espaço na base da corporação para guardar os móveis das famílias que não puderam ser levados pelos moradores até os respectivos donos terem condição de retirá-los.

De acordo com a prefeitura, logo pela manhã, as famílias receberam a notificação para desocupação imediata das moradias, que corriam risco de desabar e foram demolidas. “Os moradores receberam instrução para irem a residências de familiares e os que não tinham opção puderam se alojar na Escola Municipal Hortência, próxima ao local, onde recebem toda atenção da Prefeitura, com atendimento médico, alimentação e alojamento. Todos foram cadastrados pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social e Departamento de Habitação nos programas da Administração Municipal”, afirma a nota.

Em entrevista ao Jornal na Net, o coordenador da Defesa Civil, Mauricio Rocha afirmou que em torno de 52 pessoas foram retiradas do local, sendo que 11 estão abrigadas na Escola Municipal Hortência, onde permanecerão cerca de 7 dias e o restante foi para casa de famílias e amigos. “Estes dias foram determinados, pois as pessoas conseguem neste tempo hábil, conseguir outra casa, mas que não ponha em risco sua família”, disse.

O lado dos moradores

Sem perspectiva, os moradores da área de risco apesar de saberem do perigo e lembrarem do deslizamento de terra que destruiu quatro moradias, matou quatro pessoas (três crianças com idades de 4, 5 e 9 anos e uma adolescente, de 14 anos) em dezembro de 2009, não conseguem entender o porque da ação ser realizada depois de tanto tempo.

“Se eles (prefeitura) sabiam que isso (as mortes) poderia acontecer, porque permitiram que as famílias continuassem morando aqui? Porque eles já não arrumaram um local para morarmos?”, questionava um morador.


Sem local para morar, muitos moradores afirmaram ao Jornal na Net que após a remoção, outras famílias construirão novamente outros barracos, porque aquele é o único lugar que o dinheiro permite, segundo eles.

Confira mais fotos da demolição:

demolicao_350.JPG

Casas são demolidas após determinação do juiz

demolicao_1.JPG

Após ação cenário é de destruição

demolicao_350_1.JPG

Móveis foram retirados antes da demolição

Sandra

Infelizmente a prefeitura tem que proteger a vida,é muito triste ,mas ordem judicial tem que ser cumprida,lamentavel...

João Carlos

A prefeitura esta certa, pois sou morador do bairro a 46 anos e esse povo não é daqui ,são invasores e grileiros de terra, na rua PINDORAMA esses mesmos estão invadindo tudo e derrubando toda as matas espero que a prefeitura tome as devidas providencias e os vereadores do bairro tomem atitude ,e que não apoie esse crime ambiental,estarei de olho.

17/08/2017

Creche no Tereza foi roubada 8 vezes esse ano, até chuveiro foi roubado

Pela oitava vez consecutiva, somente esse ano, bandidos invadiram a creche municipal Maria...

16/08/2017

Taboão da Serra intensifica ações de combate ao trabalho infantil

O combate à exploração do trabalho infantil tem sido uma das bandeiras defendidas pela...

15/08/2017

Vereadores fazem doação de agasalhos arrecadados na Câmara ao Centro POP

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aderiu à campanha do agasalho e arrecadou mais de 500...

15/08/2017

Prefeitura de Taboão abre processo seletivo para contratar agentes de saúde

A Prefeitura de Taboão da Serra vai abrir processo seletivo para contratação de 56 Agentes...

13/08/2017

Vereador Allan Dias diz que prédio abandonado da DERSA serve a usuários de droga

Há tempos o prédio da SPMAR/DERSA no jardim Santa Mônica, em Itapecerica da Serra, está trazendo...

11/08/2017

Justiça extingue Ação Popular contra a Taxa do Lixo de Embu das Artes

A Justiça de Embu das Artes recusou e extinguiu pedido de abertura de Ação Popular conta a Taxa...

11/08/2017

Sabesp recomenda economia de água em Taboão da Serra, Cotia e Embu das Artes

A Sabesp realiza na noite desta quinta-feira (10 de agosto) reparo na estação elevatória de água...

10/08/2017

Prefeitura de Taboão oferece anistia em juros e multas para pagamento de imposto

Os moradores de Taboão da Serra, que estão em dívida com a Prefeitura, terão a oportunidade de...

08/08/2017

Jovens que morreram em acidente no fim de semana eram de Taboão e Embu

Famílias de Taboão da Serra e Embu das Artes estão de luto pela morte trágica de três jovens num...

06/08/2017

McDonald’s reinaugura loja tradicional em São Paulo

Embalada como uma bela encomenda: foi assim que uma das filiais mais tradicionais da franquia...

20/08/2017

Polícia prende homem que em "saidinha" do dia dos pais não retornou ao presídio

PM efetuou a prisão de um reeducando que havia saído do presídio Franco da Rocha em indulto do...

19/08/2017

Plano Plurianual é debatido pelo governo em Embu das Artes

Para viabilizar ações e políticas públicas, a Prefeitura de Embu das Artes está elaborando o...

19/08/2017

GCM apreende adolescente acusado de tráfico de drogas na Aldeinha

GCM efetuou apreensão de um adolescente na tarde desta sexta-feira (18), no bairro de Aldeinha...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.