Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Moradores se revoltam com corte de árvores em Embu das Artes

Por Assessoria de Comunicação | 5/10/2017

unnamed

Divulgação

Moradores do centro de Embu das Artes foram surpreendidos nesta semana por uma medida radical da prefeitura: remover mais 20 árvores, que estavam na calçada, para dar lugar a vagas de estacionamento.

Segundo relatos de moradores, que preferem não se identificar, elas foram plantadas há mais de 30 anos. Oficialmente, a justificativa para o corte é adequar as calçadas às normas de acessibilidade na obra de viária que está em andamento.

Nas redes sociais, moradores se posicionam contrários às medidas. A renomada artista embuense Raquel Trindade aparece em vídeo convocando a população para ir às ruas na última segunda-feira (02), quando vizinhos se manifestaram contra a ação da prefeitura.

Os moradores foram conversar com os técnicos, para interromper a derrubada até que pudessem falar com a prefeitura. A ação não conseguiu barrar a retirada de pelo menos cinco árvores sadias.

REUNIÕES

 

Uma comissão de moradores foi recebida pelo secretário de obras Nelson Pedroso. Ele afirmou que o corte é indispensável para permitir a passagem de cadeirantes e que o alargamento da calçada também vai ser positivo nesse sentido. Ressaltou ainda que pretendem fazer a compensação ambiental com o plantio de novas mudas.

 

Os membros da comissão questionaram a remoção, com argumentos de que o alargamento da calçada já resolveria a acessibilidade e que esse corte beneficiaria apenas os lojistas, com vagas exclusivas nas calçadas em frente seus comércios.

Diante do impasse, foi convocada uma nova reunião para a próxima sexta-feira (06) com representantes de moradores, comerciantes e cadeirantes.

 

DEPOIMENTOS

 

A Sociedade Ecológica Amigos de Embu (SEAE), ouviu alguns depoimentos das partes envolvidas. A visão da ONG é que a remoção de quase todas as árvores da avenida, árvores saudáveis, para dar lugar a vagas de carro é um absurdo inaceitável que não tem a ver com acessibilidade. Plantar mudinhas de 1 metro de altura atenuam o impacto da remoção de tantas árvores adultas de mais de 10 metros.

A moradora Mara Cruz, ativista, questiona a argumentação da prefeitura: "as árvores que eles removeram foram substituídas por vagas na calçada para atender as lojas, não teve nenhuma vantagem para cadeirantes".

Paulinho, cadeirante e morador da região defende: “precisamos sim de melhorias no calçamento, mas nunca exigimos isso ao custo de tantas árvores”.

Cleusa, proprietária de imóvel comercial na avenida, ressalta que “a melhoria viária é bem vinda, mas o verde é um marco indispensável para o comércio e turismo da região”.

 

 

SOBRE A SEAE

Criada por moradores na metade da década de 70, a SEAE atua na preservação ambiental de Embu e região, para estimular e ampliar os processos de transformação socioambiental, cultural e econômica, por meio de processos educacionais participativos e inclusivos, fomentando a atuação em políticas públicas, visando a conservação, recuperação e defesa do meio ambiente.


INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Rodolfo Almeida
PRESIDENTE da Sociedade Ecológica Amigos de Embu
11 4781-6837 | 99931.4904
contato@seaembu.org
 
Silvia Vieira Martins
COMUNICAÇÃO 
11 99816.8461
silvia.comunica@gmail.com

 

Associe-se

A SEAE não tem fins lucrativos ou vinculação político-partidária, por isso depende de projetos e patrocínios para levar adiante os projetos socioambientais.


Ao colaborar, você ajuda a financiar trabalhos de educação, fiscalização de crimes ambientais e a preservar a região. Saiba como doar:http://seaembu.org

05/12/2017

Seis macacos Bugios foram encontrados mortos em Itapecerica

Na manhã desta segunda-feira, 4, foram encontrados mortos em lugares distintos na região de...

20/11/2017

Abertas as inscrições para o curso “Saneamento Ecológico” em Embu

No próximo sábado, 25, a Sociedade Ecológica Amigos de Embu (SEAE) abre as portas para receber o...

17/11/2017

Animais ameaçados por extinção são avistados em Embu das Artes

Um grupo de cerca de 50 pessoas da região de Embu das Artes, município da Grande São Paulo, se...

17/11/2017

Riscos de desastres naturais em SP serão alertados via SMS

A Defesa Civil de São Paulo acaba de adotar uma ação inovadora: a partir do dia 16 de novembro...

06/11/2017

Coleta Seletiva é intensificada em Itapecerica da Serra

Dar uma destinação ao lixo produzido no dia a dia é um dos grandes desafios dos municípios na...

02/11/2017

Mais de 30 pássaros exóticos são achados em porta-malas na Régis em Itapecerica

Mais de 30 pássaros exóticos foram encontrados durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária...

26/10/2017

Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano de Taboão abre processo eleitoral

Na última sexta-feira, 20 de outubro, a Prefeitura de Taboão da Serra abriu o processo eleitoral...

23/10/2017

Poluição do ar acidifica oceanos e ameaça vida marinha, diz estudo

Toda a vida marinha será afetada por causa das emissões de gás carbônico, que vêm elevando a...

19/10/2017

1ª Caminhada na APA Embu Verde acontece neste sábado

No próximo sábado (21), Embu das Artes terá a Mata Atlântica como protagonista do primeiro...

09/10/2017

Chuva alaga BR em Taboão, provoca enchente no Record e inunda região da ABA

A tempestade que caiu no final da manhã deste domingo, 8, em Taboão da Serra provocou enchente e...

14/12/2017

Governo libera hoje abono salarial de 2016 para nascidos em dezembro

O Ministério do Trabalho liberou hoje (14) o pagamento do abono salarial do PIS/ Pasep ano-base...

14/12/2017

Definido calendário escolar para o ano letivo de 2018

Foi divulgado na noite desta quarta-feira (13), o calendário escolar para 2018. O ano letivo...

14/12/2017

Deputada Analice anuncia reformas em Escolas Estaduais de Taboão

Depois de uma reunião com o presidente do FDE - Fundação para o Desenvolvimento da Educação,...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.