Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Secretário promete que cartão Cidadão Embuense trará benefícios aos moradores e gestão eficiente

Por Sandra Pereira | 6/09/2017

jones

Sandra Pereira Secretário garante que a inovação vai atender todos os públicos e cita que os idosos, por exemplo, vão ganhar descontos em farmácias enquanto os mais jovens vão poder usufruir todos os benefício

Braço direito do prefeito Ney Santos, o secretário de Gestão de Tecnológica e Comunicação de Embu das Artes, Jones Donizete, apresentou à imprensa em entrevista coletiva as vantagens do Cartão Cidadão Embuense, que para ele, fará a prefeitura do município dar um salto nunca visto entre as cidades da região, na produção e gerenciamento de dados da população. De acordo com o secretário, as possibilidades de utilização que o cartão Cidadão Embuense vai produzir são ilimitadas. Os dados nunca obtidos na história de Embu vão superar em muito os que o IBGE apresenta. O cartão vai custar em média R$ 9,50 por morador cadastrado. O investimento será de 2,4 milhões, além da manutenção do sistema.


O cartão nasce em conjunto com um aplicativo por meio do qual os moradores vão poder acionar serviços municipais como coleta, tapa-buracos. O uso das ferramentas será incentivado com a liberação de sinal de wi-fi nas praças do município. A meta da prefeitura é conseguir cadastrar e implantar os benefícios a médio prazo.

“A gente estima que mais de 260 mil moradores de Embu tem acesso a internet. Quando a gente implantar o cartão o céu vai ser o limite. Os empresários já entenderam isso, os vereadores, as lideranças e todos os segmentos que apresentamos também”, salienta o secretário em tom de otimismo.

De acordo com a empresa ZTEc, responsável pela implantação, partir do dia 20, as equipes de cadastramento vão começar a coletar os dados que vão alimentar o sistema, e, quando pelo menos metade dos moradores estiver cadastrada haverá, segundo Jones Donizete, uma “espécie de revolução tecnológica” por meio da qual os moradores vão poder agendar consultas sem ir às unidades de saúde, receber exames, acompanhar o rendimento escolar dos filhos, a alimentação e até a presença na escola. Para as mulheres trará mais segurança nos pontos ônibus, já que poderá informar o horário exato em que os ônibus vão passar.

Jones Donizete conta que os comerciantes de Embu já aderiram a ferramenta, que eles pretendem utilizar para tornar o comércio local mais competitivo, oferecendo descontos aos moradores. Presidentes de Associação, pastores, padres e representantes de vários segmentos da sociedade também já conheceram e aprovaram os benefícios do cartão. Caso a previsão do governo se cumpra Embu será modelo em gestão eficiente.

“Vamos criar um pacote de benefícios para que os moradores se cadastrem. Vamos motivar as pessoas e não impor o cadastramento, como ocorreu em Barueri”, disse.

Para se cadastrar, os moradores precisam apresentar obrigatoriamente o RG, CPF, Conta de Água, Luz ou contrato de aluguel e título de eleitor. Os locais de cadastramento serão informados, mas a gente vai começar pelas escolas. Temos 33 mil alunos matriculados, multiplicando por 3 vamos ter mais de 100 mil cadastros”, adiantou.

O secretário Jones Donizete é um dos maiores entusiastas do cartão e pessoalmente está encarregado de apresentar e motivar toda a equipe da administração para implantar a novidade. Na prática, o cartão vai representar o fim da burocracia ao permitir solução rápida e eficiente para problemas cotidianos. Isso sem contar que os dados vão possibilitar a implantação de políticas públicas de acordo com a necessidade de cada setor.

“Será possível, por exemplo, conhecer quantos deficientes moram na nossa cidade, em que área eles moram e quais os tipos de deficiência”, apontou.

Questionado se a cidade está preparada para receber tamanho investimento em tecnologia o secretário Jones Donizete afirmou que a administração está tomando todos os cuidados para garantir o sucesso no cadastramento e implantação. Ele garantiu a segurança dos dados coletados, já que somente a prefeitura e a empresa terão acesso às informações do sistema, que segundo o secretário, tem uma rigorosa política de privacidade.

 

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.