Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Ney Santos grava vídeo justificando criação da Taxa do Lixo em Embu das Artes

Por Luciana Santos | 28/07/2017

NEYYY

DivulgaçãoSegundo o prefeito a lei 101/ 2007 artigo 47, da Taxa do Lixo foi criado em 2007 e tem como objetivo ter uma coleta de lixo sustentável e organizar o pagamento de empresas responsáveis pela coleta.

O prefeito Ney Santos divulgou um vídeo onde esclarece os motivos que o levaram à criação da Taxa de Lixo no valor de R$ 174,36. A população foi pega de surpresa e não gostou muito do novo imposto que já começa a ser cobrado a partir de agosto.


Em vídeo prefeito Ney Santos e seu vice Dr. Piter, esclarecem os motivos sobre a criação da taxa de lixo, que desagradou a população. Segundo o prefeito a lei 101/ 2007 artigo 47, da Taxa do Lixo foi criado em 2007 e tem como objetivo ter uma coleta de lixo sustentável e organizar o pagamento de empresas responsáveis pela coleta.


Ele informou também que a arrecadação do IPTU não é suficiente para garantir serviços municipais como saúde, educação e coleta de lixo, e para manter a cidade limpa e para que não haja greve por parte da empresa que recolhe o lixo ele resolveu implantar esse novo imposto que é de R$ 174,35 e que pode ser parcelado em até cinco vezes.


“Pedimos que vocês munícipes confiem no nosso trabalho, confiem nos governantes que vocês elegeram, porque nossa preocupação é que as empresas não entrem em greve e que a cidade se mantenha limpa. Vamos fazer muita coisa que outros governantes não fizeram no passado. Por isso eu peço que não acredite em conversa fiada, não acredite de quem quer tirar a nossa credibilidade”, ressaltou o prefeito.


O novo imposto não agradou a população já que uma taxa de lixo já é existe e é cobrada junto ao IPTU de Taboão da Serra.
“Já temos tanta coisa pra pagar e agora mais uma. Tanta taxa e a saúde, transporte e educação deixam a desejar. Se já existe uma taxa que a gente já paga junto com o IPTU, por que mais outra?”, questionou uma moradora de Embu.


Segundo o prefeito não é preciso haver uma autorização da Câmara para aprovação da taxa do lixo, já que é uma lei de 2007 e está previsto no Código Tributário do Município.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.