Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Nova/sb faz campanha de combate às hepatites virais para Ministério da Saúde

Por Assessoria de Comunicação | 28/07/2017

hepatite

Divulgação Tipo B ou C, não deixe que ela te pegue de surpresa. É com esse conceito que toda a ação se desenrolará nas peç

Hoje, Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, o Ministério da Saúde começa a veicular campanha de combate aos tipos da doença. O Ministério trabalha para ampliar a conscientização e a mobilização para uma resposta mais contundente em relação a essas doenças. Para isso, o time da nova/sb, agência especializada em Comunicação de Interesse Público, foi convocado para criar campanha nacional de orientação à população.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu a data, 28 de julho, a partir de uma proposta brasileira feita em 2010. Desde então este mês é chamado de “Julho Amarelo”.

As hepatites virais B e C – focos dessa campanha - são doenças invisíveis e silenciosas. Entretanto, existem mensagens diferentes para cada um do público alvo. Por isso o filme sobre a hepatite B é direcionado aos jovens entre 15 e 29 anos, que são convocados para se vacinar, além de reforçar as formas de prevenção da doença: usar sempre camisinha e nunca compartilhar objetos como agulhas e alicates de unha. Os alertas sobre o tipo C estão no filme voltados àqueles com mais de 40 anos, que tenham feito alguma cirurgia, transfusão de sangue ou tatuagem até o ano de 1993 (período com baixa testagem da doença) e possam ter contraído a doença que, tem cura, bastando fazer o teste e ser medicado.

Inspirados no artista japonês Liu Bolin, os criativos da nova/sb elaboraram uma campanha que tem como ícone personagens camuflados com a paisagem, representando essa doença invisível, mas tão presente. Com o slogan “Hepatite B ou C. Não deixe que ela te pegue de surpresa”, são representadas situações cotidianas como ir à manicure, fazer tatuagem, ter relação sexual, etc.

O público alvo se divide entre pessoas de 15 a 29 anos (devem tomar vacina) e acima de 40 anos (fazer o teste para saber se tem a doença); que consumirão propaganda na TV, rádio, internet, redes sociais e mobiliário urbano.

O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV), da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), destaca que é preciso ampliar o diagnóstico e promover estratégias de tratamento junto às populações-foco. Segundo dados da OMS, aproximadamente 1,4 milhão de pessoas morrem a cada ano em todo o mundo em decorrência das hepatites virais.

Experiência em Saúde - Nos anos 1990, Bob Veira da Costa, sócio-fundador da nova/sb, elaborou toda a comunicação pública da luta contra o cigarro para o Ministério da Saúde, na época no então Governo FHC. De lá pra cá, o Brasil mudou o comportamento em relação ao fumo. É um grande case. Não à toa, a Organização Mundial da Saúde escolheu a agência de Bob para fazer toda a campanha global (para mais de 20 línguas) contra o tabaco nos anos de 2008, 2010 e 2016.

Em 2006/7, Bob organizou o livro “Comunicação de interesse público – ideias que movem pessoas e fazem um mundo melhor”, voltado para o governo, terceiro setor e área privada, com base justamente nos estudos do case do Ministério da Saúde. O livro é hoje uma publicação de referência acadêmica.

Coisa da nova/sb - Está entre as maiores agências de publicidade do País. Acaba de conquistar Leão no Festival de Cannes, em campanha para a CAIXA. Em maio deste ano, também foi premiada com três Clio Awards, o Globo de Ouro da publicidade mundial. Em 2016, foi eleita a Agência do Ano pelos Colunistas Brasil e recebeu o Prêmio Pró-Ética do Ministério da Transparência e do Instituto Ethos, sendo a única do setor a contar com tal chancela. Conta com escritórios em São Paulo, Brasília, Cuiabá e Rio de Janeiro, somando mais de 180 profissionais. É responsável pelo projeto de Comunicação de Interesse Público, o Comunica Que Muda, que tem aprofundado a discussão sobre temas polêmicos e de grande impacto. Os temas são: descriminalização da maconha, suicídio, lixo, uso do carro e intolerância. O CQM tem uma forte presença digital, com blog (www.comunicaquemuda.com.br) e redes sociais (Youtube, Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest). Esta iniciativa segue tradição pioneira iniciada em 2006 pela agência de contribuir com os debates e transformações sociais.

21/09/2018

Taboão da Serra atinge meta de vacinação contra Poliomielite e Sarampo

A Secretaria de Saúde de Taboão da Serra divulgou o balanço final da Campanha de vacinação...

19/09/2018

Segundo IBGE, ¼ dos municípios brasileiros não tem política de gestão saneamento

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e...

14/09/2018

Agosto Dourado foi marcado por ações de orientações sobre amamentação

O Agosto Dourado foi fundado em 1991 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação. Desde então o...

10/09/2018

Osasco e região promove a II Jornada Ostomia dia 22 de setembro

A cidade de Osasco e região realizará, no dia 22 de setembro, das 09h às 13h, a II Jornada Sobre...

ingle

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.