Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Câmara de Taboão realiza ato “Fora Temer e a favor das Diretas Já”

Por Luciana Santos | 18/06/2017

fora_temer

DivulgaçãoInconformado com crise que se instalou no Brasil, partidos que fazem oposição ao governo realizam atos para ampliar movimentos por todo o país. 

Na última quarta-feira (14), foi realizada na Câmara de Taboão da Serra, uma plenária a favor das Diretas Já, da cassação do presidente Michel Temer (PMDB) e a realização de nova eleição presidencial no Brasil. O ato foi organizado pelas Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular.


Inconformado com crise que se instalou no Brasil, partidos que fazem oposição ao governo realizam atos para ampliar movimentos por todo o país.


O vereador Professor Moreira (PSD) foi o único parlamentar de Taboão que participou do ato. Ele reafirma sua critica e oposição ao governo e disse não reconhecer o presidente Temer como legítimo e sim um golpista.


“Todos sabem que sou um vereador de oposição minha ao governo e ao presidente Temer. Entendo que Temer é um presidente golpista, que está no poder por uma razão única que depuseram a presidente eleita pelo povo legitimamente. Todos os fatos que vem se destacando na mídia tem colaborado para que atos como esses aconteçam”, disse ele.


Ainda segundo o vereador os movimentos sociais, partidos, sindicatos e a população mostram o quanto estão indignadas com os escândalos políticos que vem acontecendo no Brasil. Ele ressaltou também que a decisão tomada pelo STF (Supremo Tribunal Eleitoral) agravou ainda mais a confiança do povo ao absolver o presidente Michel Temer mesmo com as provas apresentadas.


O ex-vereador Paulo Félix também esteve presente e ressaltou a necessidade de mobilizar a população e o maior número de movimentos sociais para juntos se possa agir contra os ataques do governo aos direitos trabalhistas.


“Vamos juntos tirar do poder o golpista Michel Temer. Não podemos continuar sendo iludidos pelo congresso e por essa corja, que tirou do poder uma presidente legitima que teve 54 milhões de votos. Por isso que temos que ir a luta sim, ir às ruas sim e no dia 30 iremos parar o país”, ressaltou ele.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.