Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

TSE absolve Geraldo Cruz e suspende cassação do mandato e inelegibilidade

Por Sandra Pereira | 31/05/2017

dep_geraldo_cruz

ArquivoDeputado Geraldo Cruz comemorou decisão nas redes sociais e disse que ela representa a vitória da verdade

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu a cassação do diploma do deputado estadual Geraldo Cruz (PT) e a inelegibilidade que havia sido imposta a ele por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O deputado respondeu acusação de abuso de meios de comunicação devido a publicação de artigos de sua autoria no jornal Folha de Embu, durante o período pré-eleitoral. Com a vitória do TSE o deputado está apto para disputar eleições.

A decisão foi publicada no site do TSE onde consta: “para dar provimento ao recurso ordinário, afastando a incidência das sanções de cassação do diploma e de inelegibilidade, nos termos do voto do Ministro Luiz Fux, que redigirá o acórdão. Vencidos os Ministros Napoleão Nunes Maia Filho (Relator), Jorge Mussi e Rosa Weber. Votaram com o Ministro Luiz Fux os Ministros Admar Gonzaga, Tarcisio Vieira de Carvalho Neto e Gilmar Mendes (Presidente)”.

Geraldo Cruz foi vereador e prefeito de Embu das Artes por 8 anos. Saiu do mandato com elevado índice de aprovação, elegeu sucessor, ganhou a eleição de deputado estadual em 2010 e foi reeleito em 2014. Em 2016 disputou a eleição de prefeito e foi derrotado nas urnas pelo prefeito Ney Santos (PRB) e a votação dele nem chegou a ser computada.
O deputado tinha sido condenado a perder o mandato e ficar inelegível por 8 anos em agosto de 2015. A decisão tirando-o da vida pública foi bastante explorada durante a campanha eleitoral no Embu. Além disso, ele acumulou a ampla rejeição do PT e da então presidente Dilma.

Após a decisão do TSE, que além de manter o seu mandato o torna apto a disputar qualquer eleição Geraldo Cruz publicou nota em sua página pessoal no Facebook afirmando que a decisão foi “a vitória da verdade”.

Leia a íntegra da nota:


A VITÓRIA DA VERDADE
Hoje o dia é de extrema alegria.

Eu, que vivi tantos momentos de conquistas sendo vereador por três mandatos, eleito duas vezes prefeito de minha cidade, eleito e reeleito deputado estadual, confesso que o processo que se estende desde 2015, do qual saio agora vencedor, deixou em mim cicatrizes profundas. Mas sempre confiei na justiça e desde o início sabia que do ponto de vista do Estado Democrático de Direito a razão estava conosco. Fui eleito para esta legislatura por mais de 60 mil eleitores que confiam no meu trabalho e no meu caráter como homem público.

Condenar um mandato eletivo, disputado seguindo todas as regras democráticas, em razão de fatos que certamente não alterariam o resultado da eleição, seria um ataque à liberdade de informação e uma verdadeira interferência no processo eleitoral.

Interferência essa que nenhuma instância foi capaz de neutralizar durante as eleições municipais de 2016 na qual fui substancialmente prejudicado por este processo, como é de conhecimento de todos.

Com a confirmação de minha inocência pelo Tribunal Superior Eleitoral, será recuperada a verdade dos fatos na imprensa e na opinião pública. Mas não há como voltar no tempo.

Mentiras foram jogadas no vento e somente mais tempo poderá fazer com que a verdade se restabeleça. O tempo e muito, muito trabalho.

E de trabalho eu nunca tive medo. Essa vitória de hoje marca o início de uma nova jornada que enfrentarei com coragem, honestidade de sentimento e Fé.
Conto com todos nesta nova etapa.

 

 

12/12/2017

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles

A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda...

11/12/2017

Ney Santos reajusta bolsa da Frente de Trabalho de R$ 350 para R$ 1.000,00

A partir de janeiro de 2018 os integrantes da Frente de Trabalho de Embu das Artes vão receber...

11/12/2017

Embu veta a divulgação do Disque Denúncia contra violência ás mulheres

Maior e mais fragilizada parcela da população de Embu das Artes, as mulheres, ficaram no centro...

10/12/2017

Fernando Fernandes renova convênio com o Programa Cidade Legal

O prefeito de Taboão da Serra, Fernando Fernandes, esteve no gabinete da Secretaria de Habitação...

07/12/2017

Câmara aumenta para oito anos prisão para bêbado que dirige e mata

Após cinco anos de espera, enfim o projeto 5568/2013 foi aprovado pela Câmara dos Deputados. A...

06/12/2017

Deputada Analice recebe Sociedades Amigos de Bairro de Taboão da Serra

A presidente do CONSABs de Taboão da Serra, Márcia Pereira, reuniu os presidentes das Sociedades...

04/12/2017

Noventa visita Câmara de Taboão e elogia caminhada pela Paz e contra Violência

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo, e ex-vereador de Taboão da...

01/12/2017

Câmara Municipal de Taboão entrega Medalha Zumbi dos Palmares

Aconteceu no último sábado, 25, a entrega da Medalha Zumbi dos Palmares. A honraria é uma...

01/12/2017

PSB realiza encontro Regional do partido neste sábado, 2 em Embu

Presidentes das Comissões Executivas Municipais do PSB, realizarão neste sábado, 2, o encontro...

30/11/2017

Câmara Municipal realiza audiências públicas para debater PPA e Orçamento

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra realiza nesta...

12/12/2017

Enem para presos e segunda aplicação começam hoje

Cerca de 32 mil pessoas privadas de liberdade farão hoje (12) e amanhã (13) as provas do Exame...

12/12/2017

Prefeitura de Itapecerica da Serra abre vagas para frente de trabalho

A Prefeitura de Itapecerica da Serra abriu inscrições para a equipe da Frente de Trabalho 2018....

12/12/2017

Parentes de mortos em acidente da TAM fecham acordo de R$ 30 milhões com Airbus

Dez anos após o acidente que matou 199 pessoas, na queda do avião da TAM em São Paulo, parte dos...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.