Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Lei da deputada Analice Fernandes protege mulher vítima de violência

Por Assessoria de Comunicação | 19/05/2017

analice

Divulgação Lei prevê a inclusão das medidas prot

Lei de autoria da deputada estadual Analice Fernandes de proteção a mulher vítima de violência começou a ser efetivamente aplicada este mês. A Lei 15.425/2014 prevê que as medidas protetivas espedidas pelo poder judiciário possam ser incluídas no sistema de informação das polícias civil e militar para que a autoridade possa agir, mesmo se a mulher vítima de agressão não tenha em mãos a medida expedida pelo juiz.

“Nós conseguimos aprovar a Lei e depois iniciamos um novo trabalho, para que ela fosse implantada efetivamente, uma vez, que é preciso haver um sistema especial que integre as ações do judiciário e da Secretaria de Segurança Púbica do Estado”, explica Analice.

Neste mês, a Corregedoria Geral de Justiça oficiou os juízes que tratam de casos de violência contra a mulher, de notificarem as polícias civil e militar para que as mesmas tenham ciência das medidas protetivas expedidas. Através de uma correspondência eletrônica (email) o juiz informará os dados do processo, qualificará o agressor, identificará a vara, o nome do magistrado, número de processo e data da decisão. A notificação à Secretaria de Segurança Pública deverá fazer parte do processo.

Para a deputada Analice esta medida traz maior segurança a mulher vítima de violência. “Quando ela procurar ajuda da autoridade policial terá maior segurança. Assim como a polícia também ficará mais respaldada para agir”, diz a parlamentar.

 

Combate à violência contra a mulher

A deputada estadual Analice Fernandes é autora de importantes Leis que tem como objetivo o combate da violência contra a mulher, como a Lei 14.545, que sistematizou da divulgação dos crimes cometidos contra a mulher. Desde 2011, quem entrar no site da Secretaria de Segurança Pública pode acompanhar mensalmente o número de crimes cometidos contra a mulher no estado de São Paulo, divididos entre a capital, interior e grande São Paulo.

A simples divulgação destas informações joga luz sobre a violência praticada e nos ajudam na orientação em curto prazo para a implantação de medidas que possam combatê-las”, afirma a deputada.

A necessidade de Campanhas de Conscientização sobre a Violência Contra a Mulher também estão previstas na Lei 14.950 de autoria da parlamentar.

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.