Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Ex-escrivã de Taboão, Michele Santana, é um novos delegados empossados pelo governador

Por Sandra Pereira | 5/05/2017

michele

Divulgação - FacebookMichele Santana agora vai cursar a academia da polícia civil e após concluir formação vai assumir delegacia

Depois de trabalhar 15 anos como escrivã de polícia em Taboão da Serra, Michele Santana, está entre os novos delegados empossados pelo governador Geraldo Alckmin no dia 3, numa solenidade concorrida. Ao todo 1.040 policiais aprovados em concurso público para as Polícias Civil e Técnico-Científica do Estado de São Paulo, tomaram posse em cerimônia que lotou o auditório Ulysses Guimarães e tomou parte do hall do Palácio do Bandeirantes.

Michele Santana trabalhava no 1º Distrito Policial de Taboão.Era uma profissional dedicada e muito querida na cidade. Costumava participar de vários eventos. Após tomar posse no cargo Michele agora vai iniciar preparação técnica na academia de polícia para assumir o cargo.

A mais nova delegada está “realizada pela conquista” e garante que vai continuar trabalhando dando sempre o seu melhor e mantendo os valores que sempre defendeu. Michele ainda não sabe onde vai trabalhar, mais há uma torcida grande para que ela permaneça em Taboão da Serra onde atuou como escrivã e conquistou amplo respeito profissional.

Durante a posse dos delegados o governador Geraldo Alckmin observou que a segurança pública é absoluta prioridade no mundo moderno “São Paulo tem o tamanho de país, com 45 milhões de habitantes”, por isso, assinala Alckmin, “celebramos hoje a posse dos 1.040 policiais”.

Dos policiais que assumiram, reforçam a Polícia Civil 922 agentes, sendo 74 delegados, 321 investigadores e 527 escrivães, e para a Superintendência Técnico-Científica, mais 118 agentes, dos quais 57 são médicos legistas e 61 peritos.


Os novos policiais serão formados pela Academia de Polícia Civil Dr. Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol) e passarão por um período de estágio probatório nas unidades policiais, antes de assumir e serem designados para as unidades das policias Civil e Técnico-Científica de todo o Estado de São Paulo.

Alckmin explicou que a distribuição dos policiais será feita de acordo com a classificação que obtiveram no curso e com as necessidades de cada região e disse que a posse dos novos agentes representa “um grande reforço e de energia nova, de um time vocacionado para o importante trabalho de polícia investigativa, polícia judiciária e científica, para a produção de provas”.

Desde 2011, para reforçar a segurança no Estado, o governo estadual contratou, além dos que tomaram posse nesta quarta-feira, 4.107 policiais civis, entre eles, delegados, escrivães, agentes policiais e técnicos, como agentes de telecomunicação, papiloscopistas, médicos legistas, peritos, fotógrafos e desenhistas.

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.