Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Moradores do Parque Santa Adélia em Itapecerica, sofrem com assaltos frequentes

Por Luciana Santos | 24/04/2017

assaltos

Divulgação A população pede que alguma providência seja tomada, que o poder público da cidade tome algum posicionamento. 

Na última semana os bandidos esperaram as crianças e os adolescentes descerem do ônibus escolar, assim que o ônibus deu partida os assaltantes que estavam em uma moto renderam os alunos e fizeram um arrastão levando os celulares, uma adolescente de 15 anos foi agredida por um dos bandidos com uma coronhada.

A população do Parque Santa Adélia em Itapecerica da Serra são vítimas constantes de bandidos, todos os dias acontecem furtos na região e os criminosos estão cada vez mais ousados e violentos.  Desta vez uma estudante levou uma coronhada ao descer do ônibus escolar e ser abordada pelos criminosos que a agrediram e levaram o celular.

 Os moradores da região reclamam da falta de segurança, segundo os moradores são poucas as vezes que aparece uma viatura para fazer rondas no local. Eles afirmam que os assaltos são constantes, mas que a estrada do mosteiro como é conhecida é a única estrada que dá acesso a vila e por ser um local ermo facilita a ação dos criminosos

Na última semana os bandidos esperaram as crianças e os adolescentes descerem do ônibus escolar, assim que o ônibus deu partida os assaltantes que estavam em uma moto renderam os alunos e fizeram um arrastão levando os celulares, uma adolescente de 15 anos foi agredida por um dos bandidos com uma coronhada.

“É pela estrada do mosteiro que todos os trabalhadores dessa região têm que passar uma rua deserta, tem mato pra todo lado e a movimentação de pessoas por aqui é muito pouca, por isso que facilita a ação dos bandidos. Estamos sem segurança por aqui, mas na podemos fazer nada, todos os dias tem assalto aqui. Isso é revoltante porque são crianças entre 8 e 15 anos, eles esperam as crianças descer do ônibus e assaltam e ainda batem nos meninos ”, informou uma moradora que não quis se identificar.

A população pede que alguma providência seja tomada, que o poder público da cidade tome algum posicionamento para que os moradores venham a ter o direito de ir e vir resgatado.

“Temos o direito de ir e vir, mas esse direito está sendo privado da gente. Todos os dias têm assalto aqui, em um mesmo dia 4 pessoas foram assaltadas no mesmo lugar. Temos que sair pra trabalhar, mas já saímos com medo, só tem aquele caminho pra passar temos que correr o risco. Queremos apenas que a prefeitura tome alguma posição, coloque policiamento, iluminação, crie outro acesso, queremos segurança”, desabafou a moradora.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.