Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

GCM localiza idoso morto e outros 6 mantidos em cárcere privado em abrigo clandestino em Taboão 

Por Sandra Pereira | 11/04/2017

gcm

Divulgação - Rede GloboIdosos mantidos no local estavam bastante debilitados quando foram resgatados

Após ouvirem gritos de socorro e pedidos de ajuda vizinhos de um imóvel localizado na rua Flaminco, no bairro do Pazzini, em Taboão da Serra acionaram a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar, que encontraram um idoso morto e outros seis idosos mantidos em cárcere privado. Os idosos viviam em situação degradante e ambiente onde predominava sujeira. Quatro pessoas, incluindo a dona do imóvel, filha e genro, foram presas no local. Uma delas já foi acusada anteriormente de manter idosos em cárcere privado e situação degradante. A dona do local vai responder por exercício ilegal da profissão.

O abrigo clandestino foi descoberto por volta das 23 horas desta segunda-feira, 10. Os GCM Serra e Assunção foram os primeiros a chegar no abrigo clandestino e acionaram a Polícia Militar. 

Quando acionaram a GCM, os vizinhos do imóvel onde ficava o abrigo imaginaram estar diante de uma tentativa de agressão ou algo similar, mas os crimes ocorridos eram ocultação de cadáver e cárcere privado.

Dos seis idosos mantidos no local 2 foram resgatados pelo SAMU e os outros quatro foram recolhidos para o centro POP. Segundo a PM todos os idosos apresentavam sinais de maus tratos.

“Quando chegamos no local encontramos um idoso morto e outros seis em cárcere privado numa situação deplorável. Havia quatro pessoas no imóvel e todas elas entraram em contradição e foram detidas”, relatou um dos policiais que participaram da ocorrência.

Logo depois de constatar o crime de ocultação de cadáver e o de maus tratos e cárcere privado a GCM acionou a Secretaria Municipal de Assistência Social de Taboão da Serra. A secretária Arlete Silva se dirigiu ao local e durante toda a madrugada acompanhou os trabalhos de remoção dos idosos para equipamentos municipais.

Ainda se tem maiores detalhes sobre como os idosos eram levados para o abrigo clandestino. Também não há maiores detalhes sobre os familiares deles e nem as razões para terem sido abandonados.

Participaram da ocorrência os PMs, tenente Yuri, os cabos Getúlio e Ramos, os sargentos Carbone e Romero e por fimos soldados Alexandre e Barduci. O caso será investigado pela Delegacia Central de Taboão da Serra.

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.