Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

3º Encontro de Autismo em Taboão teve público recorde e palestras de alto nível

Por Sandra Pereira | 10/04/2017

autismo

Sandra PereiraEvento é fruto da lei do vereador Dr. Ronaldo Onishi, que criou a Semana do Autismo em Taboão da Serra

Com participação de público recorde, palestras de nível elevado e a presença maciça de educadores, servidores da saúde e mães o 3º Encontro de Autismo em Taboão da Serra consolidou sua posição como maior, mais produtivo e mais significativo evento da região em celebração ao Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, comemorado em 2 de abril. Em Taboão da Serra 90 crianças autistas são atendidas nos serviços municipais conforme relatos dos participantes. O 4º Encontro deverá ocorrer no Cemur e deverá ter tradução na linguagem de sinais.

O 3º encontro marcou as comemorações relativas a 4º semana do Autismo criada por meio da Lei 2195 de 2014, de autoria do Vereador Dr. Ronaldo Onishi. Esse ano o encontro encerrou as comemorações da semana do Autismo na cidade. A atividade foi organizada pelo vereador Dr. Onishi em parceria com as secretarias de Saúde, Educação e o Movimento Pró-Autista.

Quem participou do encontro acompanhou e depoimentos emocionados que comprovam a importância da iniciativa no processo de conscientização e inclusão dos autistas no âmbito dos serviços públicos municipais e na sociedade em geral. Com muita técnica, de forma lúdica e interativa os palestrantes traçaram perfil para diferenciar os níveis de autismo, falaram das principais dificuldades para lidar com aqueles mais graves e enfatizaram a necessidade de qualificação por parte de servidores da Saúde e de profissionais da Educação para atender os autistas.


A programação do encontro contou com palestras da defensora pública dra. Renata Flores Tybyriçá, que apresentou informações sobre os direitos das pessoas com autismo. Em seguida o médico psiquiatra, Leonardo Maranhão, falou da importância do diagnóstico precoce, enquanto o pedagogo Fábio Oliveira, destacou como os profissionais da educação podem conduzir o processo de ensino para alunos autistas.

“Foi um evento emocionante e com muita qualidade. Sem dúvida o maior evento já realizado aqui na Câmara Municipal. Nós tivemos o plenário lotado e mais de 100 pessoas acompanhando as palestras em um telão do lado de fora”, afirmou Ronaldo Onishi.

Ele se emocionou depois de assistir a um vídeo depoimento de Magda Bonfim, avó da Gigi, autista, que motivou a criação da lei da Semana do Austismo. “Sinto orgulho de ter apresentado essa lei que está ajudando a conscientizar e melhorar a vida dessas crianças e suas mães na nossa cidade”, relatou.

A secretária de Saúde, Dr. Raquel Zacainner, destacou a força das mães autistas e salientou que “quando algo dá errado” normalmente as mães ficam sozinhas para cuidar e prover as crianças que apresentam problemas de saúde, como o caso do autismo. Ela falou da própria experiência, das dificuldades e do preconceito que sofreu por ter um problema no braço. “Mães, não desistam dos seus filhos, assim como a minha mãe não desistiu de mim e eu me formei médica graças a isso”, contou, antes de acrescentar que conhece detalhadamente todo procedimento de entubar um paciente, mas que por causa do braço não consegue realizar o procedimento sozinha.

O vice-prefeito Laércio Lopes admitiu que pouco sabia sobre o autismo. Mas, a partir dos encontros feitos em Taboão da Serra, começou a pesquisar, aprendeu mais sobre o tema. “Sei que a gente ainda precisa caminhar muito, mas estamos no rumo certo. Os eventos que tivemos essa semana mostram isso, tanto o encontro quanto a caminhada ocorrida no domingo”, disse.

O secretário de Educação, João Medeiros, enfatizou os desafios que os profissionais de educação encontram para atender crianças autistas.Ele disse que não se pode ter apenas sensibilidade e amor: “é preciso ter qualificação”. Medeiros deixou claro que esse é o foco da pasta que atua para aliar a sensibilidade e o amor dos professores com a qualificação adequada para garantir frutos positivos para os alunos e o processo de inclusão.

O vereador Eduardo Nóbrega, esteve na abertura do encontro e salientou a importância do trabalho realizado na cidade pela associação Borboleta Azul, formada por mães de crianças autistas. Falou sobre a caminhada realizada no dia 2 abril e contou que vai lutar pela implantação de uma clínica escola no município. “Vamos começar essa luta pela clínica escola e até 2021 teremos ela funcionando na nossa cidade”, disse.

 

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.