Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Problema na entrega de correspondências e filas no Correio central causa revolta em Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 19/03/2017

correio900

DivulgaçãoMoradores são obrigados a enfrentar longas filas no Correio central de Taboão da Serra

Os moradores de vários bairros de Taboão da Serra continuam enfrentando problemas no recebimento de suas correspondências. Na última semana a fila no correio central era imensa e motivou muitas queixas dos moradores que precisaram ir até o local pra retirar suas correspondências. O assunto já foi retratado pela reportagem do Jornal na Net e do programa SPTV onde os Correios atribuíram os problemas na entrega de correspondências à falta de carteiros.

Uma moradora do jardim Saint Moritz, um dos bairros mais afetados pelo problema enfrentou horas de fila e testemunhou discussão entre os funcionários. Ela foi até o local retirar uma encomenda.

“A fila na central dos Correios estava muito grande e as pessoas reclamando. O comentário na fila era que mandaram vários carteiros embora”, relatou a moradora.

A reportagem conversou com alguns funcionários dos Correios, a maioria carteiros, e eles dizem que está faltando gente para trabalhar tanto nas ruas quanto nas agências. Segundo eles, o problema ocorre desde janeiro, quando a empresa implantou um novo sistema de entregas.

Um funcionário que não quis se identificar disse que, com o novo sistema DDA [Distribuição em Dias Alternados], cada carteiro passou a atender um número maior de residências. As entregas no mesmo endereço agora são feitas em dias diferentes, e não mais diariamente. Com o novo modelo, os funcionários temporários foram demitidos, e o acúmulo de trabalho está sobrecarregando os atuais carteiros, informa a reportagem.

“No correio a carga chega todo dia. Ela é cumulativa, não é uma outra empresa que você vai trabalhar em que cada dia você faz um serviço. A carga é cumulativa, e se você não entregou a de hoje, você vai ter que entregar a de hoje junto com a de amanhã”, afirmou.

Na casa do motorista Adão da Conceição Souza e da babá Ana Maria Gomes Souza, no bairro Maria Rosa, em Taboão da Serra, as correspondências pararam de chegar há três meses. Vários outros moradores do bairro estão com o mesmo problema.

“A gente tem um terreno no interior e a gente não conseguiu receber o IPTU de lá. [A gente] tentou ligar para eles pra mandar pro e-mail, mas eles não conseguiram. E o meu plano de saúde, a gente não conseguiu imprimir, a gente teve que pagar juros”, disse Ana Maria.

Dono de um escritório de contabilidade, Wilson Brito tem ido pessoalmente à agencia dos Correios buscar as correspondências. “Não tem ninguém lá responsável para fazer uma reclamação. A reclamação lá é só por telefone. Eu já fiz três reclamações por telefone, e a resposta é que nas próximas semanas vai ser normalizado. E nada”, reclamou Brito.

A assessoria de imprensa dos Correios informou que, em Taboão da Serra, o serviço voltará ao normal até o fim de março e que não tem previsão para contratar mais gente.

 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.