Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Artigo: Pela igualdade de direitos

Por Analice Fernandes | 9/03/2017

analice900

Divulgação

A semana do dia 08 de março - Dia Internacional da Mulher – nos serve como marco de uma pauta que não envelhece, porque infelizmente vivemos em uma sociedade desigual – onde a desigualdade de gênero talvez seja uma das mais poderosas porque permeia toda a nossa sociedade e conduz a outras desigualdades.

Como deputada estadual, e como mulher, sou uma defensora dos direitos da mulher. Direito a um mesmo salário, direito a uma mesma promoção e direito a integridade física, já que muitas continuam sendo vítimas de violência.

Segundo a Organização Mundial de Saúde a taxa de homicídios no Brasil é de 4,8 mortes para cada 100 mil mulheres. É a quinta maior taxa do mundo, em uma avaliação envolvendo 83 países.

Outro estudo da ONU aponta que 50,3% das mortes violentas de mulheres no país são cometidas por familiares e 33,2% por parceiros ou ex-parceiros. As mulheres têm sido mortas por pessoas da sua convivência, e não pela criminalidade em geral. É o que chamamos de feminicídio.

Consegui aprovar três Leis que tem como objetivo aumentar a rede de proteção para a mulher vítima de violência.

Hoje, a Secretaria de Segurança disponibiliza mensalmente os índices de violência contra a mulher, no site da Secretaria. Os dados estão abertos a quem interessar. (Lei 14545/2011)

Impressionante notarmos através destas estatísticas como o interior paulista é mais violento – em relação a capital e a grande São Paulo.

Temos também a Lei 14.950/2013 que propõem campanhas de conscientização de combate à violência no âmbito estadual. Muita conversa e informação que servem de alertas e tocam em assuntos muito sensíveis.

Tenho também trabalhado para a regulamentação de Lei 15.425/2014 de minha autoria, que determina a implantação de sistemas de informação eletrônicas das medidas protetivas nas Delegacias de Polícia, ou seja, toda medida protetiva expedida pelo poder judiciário, constaria do banco de dados das Delegacias de polícia - dessa forma a autoridade policial pode consultar eletronicamente se a mulher tem a medida protetiva, e agir imediatamente para que ela seja cumprida.

Temos também mais dois Projetos de Lei tramitando: um sobre a importância da notificação compulsória dos casos de violência pelos profissionais de saúde, que prestam atendimento à mulher vítima de violência. Se conseguirmos a aprovação, o profissional que faz o atendimento terá a obrigação legal de registrar o caso como suspeita de violência.

Outro projeto é o “Tempo de Despertar”, que determina que homens agressores devam passar por uma série de atividades propositivas coordenadas por profissionais como terapeutas e psicólogos, com o objetivo de encararem seus problemas de frente, discutir o assunto, e não voltar a rescindir.

Aliás, o Tempo de Despertar já funciona em Taboão da Serra, cidade da grande São Paulo, com homens agressores com uma boa aceitação. Lá ele é aplicado pelo Ministério Público e pela Coordenadoria dos Direitos da Mulher. Foi implantado pela prefeitura, através da Coordenadoria e pela Promotora doutora Maria Gabriela Mansur.

Eu acredito que esta luta deva ser de todos nós. Enquanto as mulheres forem vítimas de violência, sofrerem com a discriminação, com o desrespeito a sua capacidade de trabalho, nunca teremos um país justo e uma sociedade equilibrada.

21/02/2018

Embu comemorou 59 anos em sessão solene e entrega de medalhas

A Câmara de Embu das Artes realizou sessão solene no domingo, 18, em celebração pelos 59 anos de...

21/02/2018

Itapecerica terá 1º Virada Cultural nos próximos dias 26 e 27 de Fevereiro

A Secretária de Cultura em parceria com a Prefeitura de Itapecerica da Serra promoverá nos...

13/02/2018

São Paulo recebeu 8 milhões de pessoas para o carnaval, diz prefeitura

Do dia  3 de fevereiro até 12 de fevereiro, São Paulo recebeu 8 milhões de pessoas para o...

06/02/2018

Carnaval de Embu terá atrações em vários pontos da cidade

Sendo uma das festas mais populares o Carnaval vem ganhando destaque a cada ano, pensando nisso...

04/02/2018

Banda Espera Marido abre carnaval de Taboão com animação e grande público

Com muita irreverência, descontração e senso de humor a Banda Espera marido abriu o carnaval de...

02/02/2018

Secretaria de Cultura promoveu o 1º Leitura Dramática sobre a comédia brasileira

A Prefeitura de Taboão da Serra, através da Secretaria de Cultura e Turismo promoveu o 1º...

24/01/2018

Embu das Artes abre inscrições para o grupo de dança “Mais Dança – Pacto Cultura

A cidade de Embu das Artes abriu inscrições, na manhã de segunda-feira (22), para a formação do...

12/01/2018

Evento reúne jovens artistas na cidade de Embu das artes, em SP

Tem inicio dia 12 e segue, até o dia 31 de janeiro, o encontro de artes“FlorEMSER”.Quem passar...

03/01/2018

Programas culturais de 2018 já recebem inscrições de artistas

Estão abertas as inscrições para artistas que queiram se apresentar em eventos culturais...

18/12/2017

Cultura de Taboão promove 5º encontro do Leitura Dramática nesta segunda, 18/12

A Prefeitura de Taboão da Serra, através da Secretaria de Cultura e Turismo promove o 5º...

21/02/2018

Operação Harpócrates prendeu 33 pedófilos em Taboão, Embu e região

A Polícia Civil de Taboão da Serra prendeu, na manhã desta terça-feira (20), 33 pessoas acusadas...

21/02/2018

Grávida de 9 meses está presa por furto de comida em um mercado de Taboão

Desde 28 de janeiro, Cristiane Ferreira Pinto, grávida de 9 meses e mãe de dois filhos – um de...

21/02/2018

Embu comemorou 59 anos em sessão solene e entrega de medalhas

A Câmara de Embu das Artes realizou sessão solene no domingo, 18, em celebração pelos 59 anos de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.