Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Após caso “importado” de Febre Amarela saúde de Itapecerica orienta moradores

Por Sandra Pereira | 2/03/2017

febre900

Prefeitura de Itapecerica da SerraMoradores de Itapecerica podem se vacinar na UBS Salvador de Leone e UBS Jardim Jacira

Depois de registrar um caso de Febre Amarela “importada” por um paciente que contraiu o vírus em Minas Gerais, a saúde municipal de Itapecerica da Serra está em estado de alerta. O paciente está sendo acompanhado e os profissionais de saúde da cidade alertam os moradores sobre os cuidados necessários para evitar a doença. Michele Sales, responsável pela Autarquia de Saúde de Itapecerica garante que a população pode ficar tranquila pois não há risco de contaminação na cidade.

Todas as Unidades de Saúde do município estão capacitadas para prestar atendimento à população. A vacina está disponível na UBS Salvador de Leone e UBS Jardim Jacira. Entretanto, é importante que seja indicado por um médico. Não é recomendada para crianças abaixo de 9 meses, pessoas acima de 60 anos, gestantes e mulheres que estão amamentando. Sendo mais indicada para quem vai viajar para área de risco ou adentrar na mata.

De acordo com o médico Milton Parron, coordenador da Vigilância Epidemiológica, da Autarquia de Saúde IS a população de Itapecerica da Serra pode ficar “tranquila” em relação a doença. “A população pode ficar tranquila, pois a gestão da Saúde está sensibilizada e realizando todas as ações para conter a Febre amarela. Cada caso é analisado individualmente e toda suspeita da doença é rigidamente pesquisada e acompanhada”, disse.


Segundo a prefeitura, a Autarquia de Saúde vem atuando no combate ao mosquito com ações diárias, inclusive aos sábados. A assessoria de imprensa informou ainda que vem realizando bloqueios mecânico nos vasos de água, colocação de areia, coleta de larva em água parada e veda as caixas de água.

Existem duas formas da doença: o ciclo urbano e o ciclo silvestre. A silvestre é transmitida pelo macaco através do mosquito Haemagógos. Em contato com os humanos na natureza, o homem que foi contaminado pelo mosquito na mata dissemina a doença em locais urbanos de homem para homem através do mosquito Aedes Aegypti.

 

Com informações da Assessoria de imprnsa da Prfeitura de Itapecerica

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.