Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Dr. Piter assume prefeitura de Embu e promete rever aumento da passagem R$ 3,80

Por Sandra Pereira | 2/02/2017

piter

Sandra PereiraDr. Piter disse que "não gosta e nem quer o novo valor da passagem" de R$ 3,80; Ney Santos segue foragido e tem 10 dias para assumir cargo

O vice-prefeito de Embu das Artes, Piter Calderoni (PMDB), tomou posse e assumiu o cargo de prefeito interino em virtude do  prefeito eleito, Ney Santos (PRB) permanecer foragido. Médico de formação Dr. Piter afirmou ter a expectativa de que Ney Santos resolva sua situação jurídica e possa comandar a cidade. Na prática ele assume o governo interinamente após medidas polêmicas como reajuste de passagem e o anúncio de quebra de contrato com a OS da saúde, além da falta de servidores nas escolas e unidades de saúde após determinação do MP para demissão de livre nomeados.   

Ney Santos não compareceu à posse para não ser preso. Ele está foragido desde 9 de dezembro de 2016 e é acusado de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. 

Após a posse de Dr. Pitter Ney Santos tem um prazo de dez dias para ir à câmara dos vereadores e tomar posse, caso isso não ocorra, os vereadores devem um procedimento para declarar o cargo vago. Neste sentido, segundo o departamento jurídico da câmara o  vice-prefeito Piter Calderon termina o mandato como prefeito. 

“Fico aflito, ansioso, esperançoso que ele apareça. Eu não tenho contato com ele. O contato que tive foi na campanha e ele me pareceu uma pessoa diferente do que a mídia mostrou”, disse, acrescentando que vai manter relação amistosa com o Legislativo e governar a cidade da melhor maneira possível. 

Imediatamente após assumir o cargo, em entrevista coletiva, Dr. Piter anunciou que vai reavaliar o contrato com a empresa que faz a gestão do pronto-socorro central e da maternidade. Ele também garantiu que vai rever a questão do aumento da passagem anunciada pelo prefeito interino antecessor, Hugo Prado. A partir da segunda-feira, 6, a passagem no município deverá subir para R$ 3,80, a mais cara entre todas as cidades da região. 

“Eu não gosto, não quero esse valor. Uma passagem a R$ 3,80 torna-se cara. Tudo aumentou, a inflação correu solta. Mas, sabemos que a cidade é muito carente e nós vamos fazer o possível e o impossível para que seja o menor preço, mas também não podemos quebrar. Ainda não posso dizer o que vou fazer, mas vou avaliar isso... Vou rever esse valor ainda semana”, declarou. 

Dr. Pitter disse que a cidade está em um momento crítico e todos os secretários vão ter que mostrar trabalho e eficiência para continuar nos seus cargos. Afirmou que os que não corresponderem à expectativa serão trocados e garantiu ter nomes para fazer a troca.

Para ele, a saúde é prioridade e os gestores das unidades de saúde precisam dar resposta breve aos moradores. O prefeito interino admitiu uma dívida grande com a empresa, mas disse não lembrar os valores de cabeça. 

“Se a OS que está nos prontos socorros não seguir os protocolos nós vamos ter que trocar. Ainda não dá pra dizer que vamos cancelar os contratos, mas vamos avaliar. Tem muita reclamação. Vamos rever e provavelmente vamos trocar a menos que haja impasses”, disse.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.