Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Hugo Prado assume prefeitura de Embu no lugar de Ney que está foragido

Por Sandra Pereira | 2/01/2017

posse_1

Divulgação - Facebook Ney SantosHugo Prado assumiu a prefeitura no lugar de Ney Santos que promete se entregar à polícia e diz ser vítima se perseguição política

O vereador Hugo Prado (PSB) foi eleito neste domingo (1º) presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes e assumiu a prefeitura no lugar de Ney Santos, que foi eleito mas está foragido depois de ter a prisão decretada à pedido do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). Ney Santos é acusado de tráfico de entorpecentes, associação a facção criminosa e lavagem de dinheiro. 

Hugo Prado foi eleito vereador  com 1.965 votos em outubro e foi escolhido por indicação do prefeito Ney Santos para presidir a Câmara e dessa forma assumir interinamente a prefeitura a prefeitura. Prado poderá ficar no cargo por até 90 dias. Esse é o prazo que Ney Santos terá para reverter as decisões contrárias. Caso ele não consiga a cidade terá novas eleições. 

Hugo Prado defendeu Ney Santos e disse que sabe que seu mandato como prefeito será rápido. “Tenho convicção que não fui eleito prefeito, fui escolhido pelos meus pares nesse momento difícil que vivemos. É um desafio muito grande, mas sei que o Ney vai conseguir voltar para a prefeitura, porque o povo escolheu um grupo político para comandar a cidade”, declarou.  

Durante a cerimônia de posse dos vereadores, foi lida uma carta escrita pelo prefeito eleito Ney Santos,  que se diz inocente, afirmou que vai se apresentar nos próximos dias. E que é inseguro para sua própria vida. Vários apoiadores de Ney Santos estiveram na Câmara com faixas e cartazes em protesto contra as decisões judiciais contrárias a ele. 

A Justiça Eleitoral suspendeu a pedido do Ministério Público a diplomação do prefeito Ney Santos (PRB), e do vice-prefeito eleito, Dr. Peter. 

Ney Santos é considerado foragido desde a deflagração da Operação Xibalba, no último dia 9 de dezembro, quando foram cumpridos 49 mandados de busca e cumpridos 14 mandados de prisão preventiva, sendo que sete pessoas estão foragidas, incluindo Ney Santos. 

Com informações do G1 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.