Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Prefeito eleito de Embu, Ney Santos, continua foragido; diz Ministério Público

Por Sandra Pereira | 13/12/2016

NEYSANTOS_CMEMBU_DIVULGAcaO

Divulgação -CMETEPrefeito eleito foi alvo da primeira fase da operação Xibalba que apreendeu vários veículos, documentos, computadores e dinheiro

Procurado desde a sexta-feira, 9, por promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o presidente da Câmara e prefeito eleito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) permanece foragido, segundo costa no site do Ministério Público (MP)  de São Paulo. Ney é alvo central da primeira fase da operação Xibalba, cujo nome significa submundo, na mitologia Maia.

Ney Santos divulgou nota no dia 10 afirmando estar sendo vítima de perseguição política. Assessores do prefeito eleito garantem que ele vai ser diplomado e tomar posse apesar das acusações feitas pelo Ministério Público. Nas redes sociais vários assessores fazem críticas, levantam suspeitas e até acusações contra o juiz que assinou o pedido de prisão preventiva de Ney Santos. Há relatos até de que eles organizam protesto em frente ao Fórum para defender o prefeito eleito. O Jornal na Net apurou que o grupo político foi orientado a demonstrar apoio e quem desobedecer a essa orientação ficará de fora do governo Ney Santos.


De acordo com o MP a operação apreendeu dezenas de veículos, dinheiro, documentos e computadores. Dos 14 mandados de prisão, 7 foram cumpridos, sendo que os outros 7 denunciados estão foragidos.

A primeira fase da operação Xibalba reuniu promotores e a Corregedoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo, que deu cumprimento a 49 mandados de busca e 14 mandados de prisão preventiva expedidos pela 1ª Vara Judicial de Embu das Artes, nos autos da ação penal nº 0008568-06.2016.8.26.0176.

Ainda segundo o MP a  investigação que originou a Operação Xibalba identificou uma organização criminosa voltada à prática de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas. O Ministério Público acusa que o esquema era liderado por Claudinei Alves dos Santos, o Ney Santos, presidente da Câmara de Vereadores de Embu das Artes e prefeito eleito.

O Ministério Público diz que Ney Santos responde por liderança na organização criminosa, cuja pena vai de 2 a 8 anos, e a prática, em 130 ocasiões, de lavagem de dinheiro, crime cuja pena prevista em lei para cada fato é de 3 a 10 anos.

Os demais denunciados também respondem pelos mesmos crimes.

A Promotoria pede que qualquer informação ‘sobre o paradeiro dos foragidos’ poderá ser noticiada ao Disque Denúncia, através do número 181.

23/02/2017

Câmara rejeita contas de 2013 e Chico Brito deve ficar inelegível por 8 anos

23/02/2017

Câmara realiza sessão solene para comemorar 58 anos de Taboão

23/02/2017

Representantes assumem Diretoria da Associação Paulista de Escolas de Legislativ

23/02/2017

Prefeitura de Itapecerica inicia formação para seus gestores

A Secretaria de Administração da Prefeitura de Itapecerica da Serra lançou, no último dia 20 de...

23/02/2017

Capacidade financeira da prefeitura de Taboão está no limite; diz secretário

A Audiência Pública da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra...

21/02/2017

Sessão Solene pelos 58 anos de Taboão foi histórica e marcada por emoção

21/02/2017

Vereador Johnatan Noventa surpreende com homenagens feitas nos 58 anos de Taboão

20/02/2017

Prefeito Fernando Fernandes é aclamado presidente do Conisud

19/02/2017

Prefeito de Embu entrega ônibus novos e anuncia 58 ações de presente

19/02/2017

Vereadores de Embu e Taboão criticam saída da Força Tática e pedem sua volta

23/02/2017

Câmara rejeita contas de 2013 e Chico Brito deve ficar inelegível por 8 anos

23/02/2017

Sebrae Aqui leva empresários de Itapecerica para a Feira do Empreendedor

Uma parceria entre a Prefeitura de Itapecerica da Serra e o SEBRAE proporcionou a ida de...

23/02/2017

Lúcio Tigrão morre vítima de infarto em Taboão da Serra

O ex-diretor do cemitério da Saudade,Lúcio Carlos  Loiola  Nogueira, 58 anos, conhecido como...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.