Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Campanha de conscientização sobre a violência contra a mulher incentiva a denúncia

Por Outro autor | 7/12/2016

analice900_1

Divulgação  Deputada Analice é autora de três Leis que fazem parte do arcabouço da Campanha de proteção a mulher vítima de violên

A Campanha de Conscientização lançada pelo governo do Estado de São Paulo envolve múltiplas áreas de atuação e quer incentivar as pessoas a denunciarem os atos de violência. 

Hoje, São Paulo tem a maior estrutura de combate a este tipo de violência no Brasil, sendo que três leis de autoria da deputada Analice Fernandes colaboraram para aprimorar os sistemas de informação e divulgação sobre a violência que aflige milhares de mulheres, além da conscientização do problema.

Uma conquista importante garantida pela Lei 14.545, de autoria da deputada Analice, foi à sistematização da divulgação dos crimes cometidos contra a mulher. Desde 2011, quem entrar no site da Secretaria de Segurança Pública pode acompanhar mensalmente o número de crimes cometidos contra a mulher no estado de São Paulo, divididos entre a capital, interior e grande São Paulo.

 “A simples divulgação destas informações joga luz sobre a violência praticada e nos ajudam na orientação em curto prazo para a implantação de medidas que possam combatê-las”, afirma a deputada.

A Lei 15.425 determina que as medidas protetivas expedidas pela justiça em favor da mulher vítima de violência estejam disponíveis para consulta online nas Delegacias de Polícia, o que facilita a ação da autoridade policial além e a vida da vitima.

A necessidade de Campanhas de Conscientização sobre a Violência Contra a Mulher é o que dispõe a Lei 14.950 de autoria da parlamentar. “Ao observarmos que os índices de violência subiam no mês de dezembro, propusemos que a Campanha fosse feita em novembro”, explica a deputada. 


Maior rede de Delegacias de Polícia de Defesa da Mulher do país

São Paulo foi o primeiro estado do Brasil a criar uma delegacia para o atendimento exclusivo de mulheres vítimas de violência. São 132 delegacias. Os CREAS (Centros de Referência Especializada de Assistência Social) e os CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) oferecem atendimento social e psicológico às mulheres vítimas de violência (CREAS) ou às mulheres que não sofreram agressão, mas que vivem em situação de risco (CRAS).



12/01/2017

Confira a agenda cultural deste fim de semana na região

26/12/2016

Santuário distribui cestas básicas: Solidariedade, afeto e amor ao próximo

23/12/2016

Presépio do Santuário Santa Terezinha pode ser visitado diariamente no Taboão

23/12/2016

Coral do Santuário Nossa Senhora dos Prazeres se apresenta hoje em Itapecerica

23/12/2016

Agenda cultural de fim de ano tem lançamentos no cinema e passeios na região

23/12/2016

Saiba o que abre e o que fecha em Taboão, Embu e Itapecerica

16/12/2016

Decoração de natal de Itapecerica encanta a população

16/12/2016

'Fantástico' destacou carrinho de rolimã gigante de Itapecerica da Ser

12/12/2016

Itapecerica Shopping realiza curso de culinária de Natal

12/12/2016

Corais Natalinos ganham destaque no Itapecerica Shopping

16/01/2017

Oportunidade de emprego em Embu das Artes; Confira as vagas

15/01/2017

Proprietário de área invadida no Embu tenta acordo com famílias para desocupar

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.