Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Esporte

Vôlei: Meninas do Cats vencem Honda Aversa/ Branco

Por Alan Bezerra | 16/10/2010

volei_1_350.jpg

Mais uma vitória das meninas do vôlei de Taboão

Notti Magiche. A expressão é uma referência a uma das músicas populares mais conhecidas na Itália, que foi entoada inúmeras vezes durante a Copa de 90. Ela se encaixa perfeitamente na noite da última da sexta-feira, dia 16 de outubro de 2010. 


Nessa data histórica, o UniÍtalo/Taboão conseguiu uma façanha inédita e histórica no Ginásio Ayrton Senna da Silva, com o acesso a Série Especial do Vôlei Feminino de São Paulo, com o arrasador 3 x 0 sobre o Honda Aversa/RBranco, de Americana, válido pelo jogo de volta da semifinal da Série Especial do Paulistão de Vôlei Feminino que, além do acesso, garantiu as meninas o direito de disputar a grande final da competição.


A Federação Paulista de Vôlei mudou a regra da competição durante a semana. Como o UniÍtalo/Taboão perdeu o jogo de ida por 3 x 1, pela regra antiga, precisaria vencer o segundo jogo  para forçar o terceiro jogo dos playoffs. No entanto, na regra atual, os sets das duas partidas são somados e, quem tivesse melhor saldo, ganhava a vaga. Caso ficasse empatado, seria disputado o golden set. O time da casa precisava de um 3 x 0 para vencer, enquanto que o Rio Branco precisava vencer dois sets para ficar com a vaga. Ele poderia até perder por 3 x 2, que mesmo assim sairia vencedor. 


Com esse novo “tempero”, o que já seria uma partida eletrizante tornou-se ainda mais tensa. O UniÍtalo/Taboão precisava se impor desde o começo, e pagou por isso. O Rio Branco começou arrasador no primeiro set e chegou a abrir um 5 x 1 no placar, deixando todos os presentes no ginásio apreensivos. 


Após arrumar a recepção, as meninas do CATS melhoraram e, com um bom aproveitamento no saque, buscou o resultado e deixou a diferença em dois pontos. Da metade do set em diante, o UniÍtalo/Taboão passou na frente e, com a ponta Fê marcando um grande número de pontos, fechou o set em 27 minutos com um 25 x 20.


O segundo set começou de forma muito semelhante ao primeiro, com o time visitante melhor. Mas a equipe da casa melhorou rápido e partida ficou muito parelha. Na metade do set, o Rio Branco passou a errar demais nos ataques, e o UniÍtalo/Taboão virou o marcador e, mantendo a boa atuação de toda a equipe, fez 25 x 1 9 em 26 minutos.


O set do campeonato, que valia o acesso para o time da casa, começou da melhor forma possível para o UniÍtalo/Taboão. Com uma fantástica atuação do bloqueio, as meninas do UniÍtalo/Taboão abriram grande vantagem, que chegou a ser de nove pontos (20 x 11), enquanto o Rio Branco sentiu o baque e estava visivelmente nervoso em quadra. Nessa hora, a ansiedade da equipe da casa apareceu, e o time visitante diminuiu a diferença para cinco pontos. Mas nada parecia tirar o acesso do UniÍtalo/Taboão, que ganhou todos os seis jogos da primeira fase e, com um final de jogo emocionante, fechou o terceiro set em 28 minutos com o placar de 25 x 17.

“As meninas cumpriram perfeitamente tudo o que combinamos e treinamos. Elas souberam superar a derrota em Americana e também o nervosismo por causa dessa nova regra absurda da Federação. Elas fizeram por merecer o acesso, elas foram demais”, falou o visivelmente emocionado técnico Adroaldo de Araújo Sousa.


Com a vitória, o UniÍtalo/Taboão garantiu o direito de, pela primeira vez na história, jogar na elite do vôlei feminino paulista, com equipes de peso como o Finasa/Osasco, Pinheiros/Mackenzie e São Caetano/Blausigel. Além disso, o time disputará a grande final da Série Especial, contra o vencedor da partida Leme x Bauru.


 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.