Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Prefeitura de Embu das Artes é premiada por ação inovadora

Por Assessoria de Comunicação de Embu das Artes | 26/10/2016

premioe

Divulgação

Proteger e cuidar. São esses os princípios que norteiam uma ação inovadora da Prefeitura de Embu das Artes: a Ficha de Notificação de Violência na Intersetorialidade. Implantado e coordenado pelas Secretarias de Saúde, Assistência Social, Trabalho e Qualificação Profissional, Educação e Conselhos Tutelares, o trabalho conquistou uma menção honrosa no VIII Fórum de Promoção da Saúde e V Encontro de Experiências Bem-sucedidas em Promoção da Alimentação Saudável, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo, no dia 20 de outubro.  

Desde 2015, os profissionais que atuam nos equipamentos de saúde, social e de educação, principais portas de entrada das queixas, têm um papel fundamental na identificação e registro de pessoas que estejam vivenciando algum tipo de violência. A ficha é aberta sempre que alguém procura um desses serviços relatando um caso ou quando há uma suspeita. Todas as informações são sigilosas. 

Além de identificar, é preciso saber ouvir e preencher corretamente o formulário. Nesse sentido, são realizadas capacitações constantes com as equipes. Só nesse ano, por exemplo, foram 34 encontros envolvendo 306 profissionais.  

Com as fichas em mãos, os técnicos analisam a situação e tomam as medidas necessárias. Algumas urgentes, como em situações que envolvem risco de vida e acionamento de órgãos competentes. Segundo Claudia Maria Chagas, uma das coordenadoras da ação, a intenção é ter um banco de dados único, onde se possa fazer uma análise da violência na cidade e desenvolver, cada vez mais, políticas públicas que garantam o direito à proteção e cuidado, fortalecendo a resiliência da pessoa em situação de violência.  

Com a implantação e monitoramento constante do trabalho, houve um aumento de 82% nas notificações, de janeiro a julho de 2016, em relação ao mesmo período do ano passado. Constatou-se, ainda, que a maioria dos declarantes é do sexo feminino (65%) e a faixa etária de maior ocorrência vai de 10 a 49 anos. O relatório indica também que os maiores casos são de violência física e a residência é o principal local da agressão.  

Mesmo com esse crescimento, isso não significa que anteriormente à Ficha de Notificação não havia casos de violência. Porém, a Ficha é um instrumento importante que ajuda a Prefeitura a traçar o perfil das pessoas em situação de violência e a mapear o território onde elas estão, podendo, assim, desenvolver ações mais afirmativas e estratégicas. Em caso de necessidade, procure um dos serviços sociais, de saúde ou conselhos tutelares mais próximos da sua residência. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.