Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

FF visita vereadores, celebra eleição,cutuca oposição e anuncia reforma de secretários e na saúde

Por Sandra Pereira | 19/10/2016

visita

Sandra PereiraPrefeito saudou todos os vereadores da base pela expressiva votação obtida e disse que visitou Câmara para saudar o vereador Marcos Paulo (PPS) que fez aniversário na terça, 18

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) reeleito em primeiro turno no último dia 2, literalmente roubou a cena durante visita de cortesia que fez aos vereadores de Taboão da Serra, nesta terça-feira,18. Ele foi recebido em clima de festa pelos vereadores da base, almoçou na Casa de Leis e comentou animado o resultado das eleições. Disse que sentiu “frio na barriga no dia eleição” e classificou como chororô as queixas da oposição e a contestação do resultado da sua vitória nas urnas. 

Fernandes disse que estuda mudanças na saúde, revelou que fará mudanças no secretariado e garantiu que vai eleger um sucessor dentro da base. Em vários momentos da entrevista o prefeito repetiu falas ditas anteriormente pelo vereador Eduardo Nóbrega, sinalizando que ambos andam conversando e muito sobre vários assuntos relacionados à sucessão. O prefeito disse que existem quesitos importantes que ele irá considerar na sucessão. Deixou claro que vai estabelecer regras antecipadamente com todo o grupo político e os interessados em disputar o cargo. O prefeito sinalizou que o filho Fábio Fernandes (PPS) vai disputar a eleição de deputado federal.

“Não posso entregar a cidade para uma pessoa que eu não acho que esteja preparada para comandar a cidade, seria uma irresponsabilidade minha. Mesmo que eu fosse capaz de eleger essa pessoa, seria uma irresponsabilidade minha em relação a cidade, e eu pagaria esse preço futuramente, porque seria um governo ruim e as pessoas iriam olhar para esse governo e dizer foi você Fernando, você que escolheu essa pessoa. Esses são meus quesitos pessoais. Nós vamos fazer sucessor”, garantiu. 

De acordo com o prefeito existem as regras do grupo que elevai observar na escolha do sucessor. Declarou que seria ingenuidade fazer o anúncio agora. Disse que atualmente a política é uma coisa muito cientifica,que requer uma estratégia muito refinada e precisa uma avaliação muito apurada. 

“Nós temos que fazer pesquisas, e não só pesquisa quantitativa, quem tem mais votos, não, hoje existem as pesquisas qualitativas. Qual é o perfil que o eleitor quer do futuro governo”,  disse.

O prefeito avaliou que a eleição de outubro foi muito  difícil, que todo mundo sabia que eram cinco campanhas contra a dele.  “Foi difícil também pelos nomes que nós enfrentamos, Stan o voto ideológico do PSOL, o Vitor Medeiros vinha aí com uma novidade, um rapaz novo. O Buscarini com dois mandatos na cidade, o Evilásio também com dois mandatos de prefeito, o Aprígio com dois mandatos de vereador e várias eleições majoritárias e proporcionais acumulados a deputado federal. Era uma eleição de muita disputa”, analisou. 

Ao comentar a votação histórica dos vereadores da base ele disse que voto não significa maior poder ao vereador e que o vereador conquista o seu poder no governo e na política, pela sua atuação.  

“Aqui é o parlamento, o templo da palavra. O voto é um reconhecimento da população ao trabalho que ele teve, é que nem dar nota, você fez uma prova foi muito bem tirou 10, isso é uma outra coisa, agora o poder dentro do governo é outro, tem outros quesitos. Lealdade é uma coisa que conta muito em política, é um quesito moral, ético”, declarou.

O prefeito revelou que a reorganização da saúde é uma das suas preocupações constantes. Ele confirmou que a pasta enfrenta problemas, mas reclamou que houve injustiças e falta de reconhecimento dos avanços. 

“Acho que a saúde foi injustiçada quando dizem que ela piorou. Não é verdade a saúde melhorou e muito em relação governo passado. Quando eu cheguei na prefeitura nós tínhamos 39 médicos fazendo atendimento nas unidades básicas, hoje nós temos por volta de 200 médicos. É uma diferença muito grande, o número de consultas realizadas, a UPA que eu construí, que o Evilásio teve o descaramento de dizer que ele que construiu a UPA, pelo amor de Deus, aí é brincar com a memória das pessoas em Taboão da Serra. Nós avançamos muito, tem muito que ser feito, muito. Nós precisamos corrigir várias coisas da gestão e estou avaliando todas as possibilidades conversando com todos a respeito”, observou. 


20/02/2017

Prefeito Fernando Fernandes é aclamado presidente do Conisud

19/02/2017

Prefeito de Embu entrega ônibus novos e anuncia 58 ações de presente

19/02/2017

Vereadores de Embu e Taboão criticam saída da Força Tática e pedem sua volta

17/02/2017

Sessão solene em comemoração aos 58 anos de Taboão será dia 20, no Cemur

15/02/2017

Bom Prato de Taboão passa por últimos ajustes antes de ser inaugurado

15/02/2017

Sessão de Taboão teve cobranças à Sabesp, Correios e críticas à segurança

14/02/2017

Moreira anuncia desmobilização de protesto convocado por Movimentos Sociais

12/02/2017

Festa de posse de Ney Santos reúne centenas de pessoas na prefeitura de Embu

10/02/2017

Ney garante ser inocente e promete melhor governo que Embu já viu

10/02/2017

Primeira sessão do ano em Itapecerica teve clima de festa

20/02/2017

Itapecerica da Serra recebe duas ambulâncias para o Samu

A Prefeitura de Itapecerica da Serra recebeu, no último dia 14 de fevereiro, duas...

20/02/2017

Prefeito Fernando Fernandes é aclamado presidente do Conisud

19/02/2017

Taboão da Serra celebra 58 anos de emancipação político-administrativa

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.