Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Jorge Costa é eleito prefeito de Itapecerica da Serra pela 4ª vez

Por Sandra Pereira | 2/10/2016

jorgeganhou900

DivulgaçãoJorge Costa, prefeito de Itapecerica 

Depois de ficar quatro anos afastado da vida pública de Itapecerica da Serra, o ex-prefeito Jorge Costa (PTB), venceu a eleição deste domingo, 2 de outubro com 34.031 votos, totalizando 49,57% dos votos válidos. O segundo colocado na eleição foi o médico Francisco Nakano (PDT) que obteve 18.378 votos, ou seja 26,77% do total. No meio político de Itapecerica a vitória de Jorge Costa já era esperada. Ele tinha o maior time de vereadores e era o mais experiente entre os candidatos a prefeito da cidade.

Professor Elias, do Psol, ficou em terceiro lugar na eleição com 4.222 votos, ou 6,89% dos válidos. Já o atual presidente da Câmara, Alex Pires (DEM), ficou em quarto lugar na eleição com 4.565 votos. Como já era esperado a votação de Erlon Chaves caiu bastante e ele ficou em 5º lugar com 4.496 votos. O professor Zé Maria (PMB) conquistou 2.074 votos, enquanto o Dr. Osse (REDE) teve apenas 378 votos.

Ao todo 8.769 eleitores votaram em branco. Já 13.074 pessoas anularam o voto.

Jorge Costa já foi prefeito de Itapecerica por dois mandatos e meio. Agora a meta dele é recuperar a eficiência da administração e por a máquina pública para funcionar. Como legado recuperou as finanças, reduzindo o pagamento de aluguéis com prédios públicos, contribuindo para trazer empresas e melhorar a receita. 

Já falando como prefeito ele disse que é preciso incentivar a vinda de novas empresas para o município e atuar para impedir as que já estão funcionando de irem embora da cidade. 

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 79,85% dos 113.323 eleitores do município votaram. Os outros 20,15% não participaram do pleito.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.