Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Secretário de Educação diz que Aprígio desrespeitou profissionais ao falar que nota do Ideb foi maquiada

Por Allan dos Reis - Especial para o Jornal na Net | 13/09/2016

joao

Allan dos Reis - Especial para o Jornal na Net Secretário de educação diz que Aprígio desrespeitou profissionais da educação ao dizer que dados do Ideb foram maquiados

O secretário de educação João Medeiros respondeu na tarde desta segunda-feira (12) o comentário feito pelo candidato a prefeito Aprígio (PSD) que colocou em xeque a nota de Taboão da Serra no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) ao sugerir que os dados estariam sendo “manipulados” pelos governantes. O município obteve 6,4 e foi a melhor da região, incluindo os municípios de São Paulo e Barueri. 

“Em relação ao candidato Aprígio é um despreparo, uma fala desnecessária por achar que isso pode ser maquiado. É também uma falta de respeito pelo trabalho de todos os profissionais de educação da nossa cidade. Os pais valorizam a nossa educação. Falar que os dados estão maquiados, então todos escolas estariam mentindo”, reclamou Medeiros.

Ele fez questão de explicar como funciona o Ideb e ressaltar que o mesmo é de responsabilidade do Ministério da Educação (MEC), do Governo Federal. 

“O Ideb é calculado com base em dois indicadores. Um é o fluxo, que é a evasão e a retenção (repetência) do aluno. O outro é a avaliação dos alunos através da Prova Brasil, que é aplicada em todos municípios do país [foi aplicada em 2015]. E quem aplica não são os professores da própria escola. E a correção não é feita pelo município e sim pelo Governo Federal”, explica o secretário.

Medeiros afirma que desde o início do atual governo, em 2013, a Secretaria faz um monitoramento do desempenho dos alunos e por isso não está surpreso com o bom desempenho.

“O acompanhamento do rendimento escolar é um processo que a gente vem trabalhando desde o começo do governo e no final do ano passado, publicamos um decreto [225/2015] para institucionalizar uma política que a gente já sabia que seria boa para o município. Eu não fiquei surpreso [com a nota] em hipótese alguma porque eu já sabia. Educação é um processo”, celebrou.

De acordo com dados da Secretaria de Educação, 3.338 alunos do 5º ano das escolas municipais participaram da Prova Brasil em 2015.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.