Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

2,8 mil presos provisórios e menores infratores poderão votar em São Paulo

Por Assessoria de Imprensa | 28/08/2016

eleicoes_2016

Divulgação O voto do preso provisório foi implantado no Estado de São Paulo nas eleiçõs de 2010

A Justiça Eleitoral paulista instalará 56 seções especiais em estabelecimentos prisionais e unidades de internação de São Paulo e cidades do interior do Estado, que estarão habilitadas a atender 2805 eleitores, nas Eleições 2016.

 Desse total, 1725 são presos provisórios que poderão votar em 24 seções de todo o Estado, sendo três na capital para 157 inscritos. Já os menores infratores contabilizam 1080 no Estado aptos a votar em 32 seções especiais, incluindo dez seções na cidade de São Paulo para atender 346 jovens.

Os municípios que disponibilizarão seções em estabelecimentos prisionais são: São Paulo, Araçatuba, Birigui, Lins, Ourinhos, Pirajuí, São José dos Campos, Capela do Alto, Riolândia, Tupi Paulista, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Caraguatatuba, Mogi Guaçu, Franca, Ribeirão Preto, Osasco, Mauá, Araraquara e Suzano. 

As cidades, por sua vez, que terão seções nas unidades da Fundação Casa são: São Paulo, Batatais, Botucatu, Jacareí, São José dos Campos, Taquaritinga, Guarulhos, Cerqueira César, Iaras, Caraquatatuba, Campinas, Ribeirão Preto, Lins, Araçatuba, Osasco, Arujá, Sorocaba, Bauru, Limeira e Ferraz de Vasconcelos.

Conforme a legislação, são considerados presos provisórios aqueles recolhidos em estabelecimentos prisionais sem condenação criminal definitiva. Adolescentes infratores são os internados maiores de dezesseis e menores de vinte e um anos, submetidos à medida socioeducativa de internação ou à internação provisória, nos termos da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. A Constituição Federal prevê o direito ao voto para o preso sem sentença definitiva, pois somente o trânsito em julgado suspende os seus direitos políticos (CF, art. 15, inciso III). 

O TRE-SP assinou convênio de cooperação com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e com a Fundação Casa para viabilizar a votação nesses locais.

Voto do preso em São Paulo

O voto do preso provisório foi implantado no Estado de São Paulo nas eleiçõs de 2010. No último pleito, foram instaladas 89 seções com 4.314 eleitores aptos a votar. Desse total, 1.309 inscritos votaram em estabelecimentos penais e 3.005 em unidades de internação.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.