Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Doe suas armações velhas ou usadas e ajude moradores carentes de Taboão a enxergar o mundo melhor

Por Sandra Pereira | 21/07/2016

oculos

Sandra PereiraA presidente do Fundo Social de Solidariedade Acácia Brito foi quem fez a articulação para a implementação do programa, a deputada Analice Fernandes, participou da entrega

A armação usada que você não usa mais. Aquela que você trocou por uma  mais moderna e até mesmo a que está quebrada pode ser usada para ajudar alguém a enxergar melhor o mundo, estudar ou trabalhar com mais facilidade e conforto. Em Taboão da Serra, o programa Olhar do Bem, realizado conjuntamente pelo Fundo Social e as secretarias de Saúde e a Desenvolvimento social, em parceria com a óticas Panambi, está literalmente melhorando a visão do mundo de moradores carentes de Taboão da Serra. Veja fotos da entrega aqui.

Ao todo 120 óculos já foram entregues pelo Olhar do Bem na cidade para crianças, adolescentes e adultos de todas as idades. A última entrega aconteceu na terça-feira, 19, com a presença da deputada Analice Fernandes.

As armações usadas ou velhas podem ser doadas pelos moradores nas Unidades Básicas de Saúde, no Fundo Social e no Desenvolvimento Econômico. Elas  serão recuperadas e em seguida entregues para aqueles que apresentam problemas de vista, mas que não tem condições de comprar óculos.

As entregas dos óculos são marcadas pelo clima festivo e de gratidão de quem os recebe. A corrente do bem que impulsiona o programa Olhar do Bem pode ser ampliada com novas doações e por essa razão os organizadores da iniciativa querem atrair mais doações de armações. Eles recebem armações de todos os tipos e tamanhos, inclusive de óculos de sol e atestam que toda ajuda é bem vinda.

“A parte mais cara do programa é as armações. Todo mundo pode doar. Tem muita gente que tem em casa armações usadas e até quebradas. Quanto mais doação de armações a gente receber, mais pessoas vamos conseguir atender.  Nesse momento de crise todo mundo pode ajudar a fortalecer esse tipo de ação social”, afirmou a deputada Analice Fernandes.

A moradora do São Judas Andréia da Silva, 32 anos foi uma das que recebeu óculos. Orgulhosa ela exibia o modelo montado sob medida para o seu rosto. Ela fez o exame de vista numa UBS e constatou que precisava de óculos, como não podia comprar foi encaminhada ao programa.

“Estou muito feliz. Não ia poder comprar e eu estava precisando mesmo para enxergar melhor”, disse.

As representantes das secretarias de Saúde e Desenvolvimento Econômico salientaram a importância da integração entre as duas secretarias municipais. Ambas elogiaram a articulação com a iniciativa privada e o sucesso do programa.

O empresário André Jabur chegou a Taboão da Serra há 3 anos. A ótica dele fica no jardim Maria Rosa. Ele procurou a prefeitura interessado em uma parceria e disse que a prefeitura fez todos os esforços para viabilizar o programa.

“Na vida a gente recebe, mas não tem que reter tudo. Temos que devolver um pouco aos outros de tudo que ganhamos. Acredito nesse princípio de vida. Já trabalhei com várias cidades e aqui vi uma prefeitura que age rápido, integra as secretarias e nos permite ajudar aos outros. Quem tiver armações pode doar nas UBSs, a prefeitura nos passa, a gente reforma e entrega de volta a população que precisa”, afirmou, acrescentando enxergar a cidade com olhar do bem e foco no futuro.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade Acácia Brito foi quem fez a articulação para a implementação do programa. Ela conta que quando a deputada Analice Fernandes presidia o fundo havia projeto similar.

“Se você não amar as pessoas e não sentir desejo de ajudar não faz nada. Costumamos dizer que o Fundo Social constrói pontes entre quem precisa e quem pode ajudar. É muito gratificante e fico muito feliz de poder contribuir com isso”, afirma Acácia Brito.




Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.