Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Começaram as aulas dos cursos de extensão Unifesp-Embu das Artes

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 30/09/2010

2908_350.jpg

Duas primeiras turmas já tiveram aulas

As duas primeiras turmas iniciaram na noite dessa terça-feira, 29 de setembro, no campus avançado da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp – Embu das Artes. Os cursos da área da Cultura reuniram pessoas vindas de toda a região e até de São Paulo nas instalações do Complexo Educacional Professora Valdelice Aparecida Medeiros Prass, no Jardim Pirajuçara.

Indicados pelo grupo de trabalho de implantação da universidade e pelas administrações municipais, os integrantes dessas turmas participam da etapa experimental. As turmas de História da Música e Gestão Cultural, compostas por 30 alunos em média, tiveram o primeiro contato com a teoria programada para as 36 horas. Jovens estudantes, educadores, artistas e musicistas amadores, oficineiros com afinidades pelos temas participaram da aula de apresentação e de adaptação às salas equipadas com lousas digitais e toda a infraestrutura do prédio. Professores qualificados completam o quadro.

Embora a música seja chamada de linguagem universal, pois seja em qualquer ritmo, todas as pessoas gostam, o curso de História da Música atraiu um público um pouco mais específico, em geral com algum contato prévio com a arte. Na Unifesp - Embu das Artes o curso é ministrado pelo professor Paulo Gilberto dos Santos, de formação pela Universidade São Judas Tadeu em flauta transversal, ex-aluno do professor João Dias Carrasqueira. Atualmente é coordenador técnico no Liceu de Artes de Taboão da Serra na área de instrumentos de sopro.

Convidado para integrar o grupo de trabalho de implantação da universidade, Paulo assumiu as aulas de música dedicado a apresentar conteúdo que situa a arte no tempo e no espaço. O professor ressaltou que é preciso trazer especialmente os educadores para a formação, já que a partir de 2011 a disciplina de música passará a integrar o currículo regular da escola, conforme a lei recém aprovada. E afirmou: “Em 36 horas não é possível ensinar música, mas pode-se propor o reconhecimento dos estilos e das linguagens ao se estudar o processo de evolução”.


Gestão Cultural indica novos tempos

A aula Teorias da Cultura, disciplina do curso Gestão Cultural da Unifesp, manteve o clima de debate durante todo o tempo. Mas isso só começou depois de a chefe de Gabinete e secretária de Comunicação de Embu das Artes, Cristina Santos, ter saudado o professor Henry Durante e os alunos. “Essa é uma iniciativa inédita na região e realizar os cursos de extensão da Unifesp aqui no Valdelice é resultado da vontade política manifestada da cidade, que traz para cá a atmosfera universitária que será ampliada com a instalação do campus no município. Sejam bem-vindos”, disse a secretária.

Em seguida, no círculo formado por solicitação do professor Henry, propondo mais descontração, todos se apresentaram. Alguns secamente, outros enumerando atividades, outros expondo conceitos e ainda outros ameaçando nada ter a dizer e surpreendendo com revelações e experiências culturais gratificantes. Quando o professor Henry começou a sua exposição sobre Teorias da Cultura, a “atmosfera universitária” já estava instalada, com debates entre alunos e entre alunos e professor.

Democracia direta e democracia participativa, a concepção antropológica da cultura, políticas culturais no Brasil, criação de incentivos fiscais, a cultura e suas dimensões simbólica, cidadã e econômica, a visão tridimensional da cultura com a abrangência defendida por Gilberto Gil, quando ministro, que surgiu em 2003, foram algumas questões expostas pelo professor. Elas alimentaram debates entre alunos provenientes dos municípios de Taboão da Serra, incluindo a vice-prefeita Márcia Regina, Embu das Artes, com o jovem Marcelo Tomé, neto de Raquel Trindade – ele enriqueceu a aula falando do bisavô Solano, quando nem tinha chegado a Embu, na qual iniciou o projeto cultural que é conduzido pela família no Teatro Solano Trindade –, Itapecerica da Serra, São Lourenço da Serra e Juquitiba, de Alline Cassetari, a diretora de turismo que quer mais para a sua cidade.

Ao fim da primeira aula de Gestão Cultural e com a tarefa de ler ou reler, até a próxima, os livros Manifesto Antropofágico e Manifesto da Poesia Pau-brasil, de Mário de Andrade, um dos principais responsáveis pelo surgimento das políticas culturais no País, nos anos 1930, uma constatação: o alcance do curso certamente vai extrapolar os muros do Valdelice e promover uma troca de experiência nunca ocorrida entre os municípios, que só correm o risco de mais envolvimento com a cultura regional. Viva a Unifesp!

Texto e Foto: Cristiane Del Gaudio (Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Embu)


25/06/2017

Educação de SP abre concurso para preencher 1.878 vagas de diretor

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo abriu concurso público para o  preenchimento de...

24/06/2017

Grevistas da educação de Taboão decidem voltar ao trabalho dia 3 de julho

 Depois de ficar em greve por quase dois meses os servidores da rede pública municipal de...

22/06/2017

Greve de professores da rede municipal de ensino já ultrapassa 50 dias

Professores da rede municipal de ensino ainda não entraram em acordo com a prefeitura e...

18/06/2017

Jornalista Gregório Bacic ministra palestra a professores do Nigro Gava

Professores da Escola Estadual Professora Maria Aparecida Nigro Gava, no Parque Pinheiros, em...

12/06/2017

Escolas da rede municipal de Taboão, Embu e Itapecerica realizam festa junina

Olha a chuva... É mentira! Olha a cobra... É mentira! O mês de junho é conhecido pela...

11/06/2017

Taboão da Serra ganha unidade do Centro Brasileiro de cursos (Cebrac)

Moradores de Taboão da Serra que buscam ingressar e ou conseguir cargos melhores no mercado de...

11/06/2017

Sistema EJA está com inscrições abertas para o segundo semestre

Os jovens e adultos que não terminaram os estudos e querem retornar às salas de aula já podem se...

11/06/2017

Mais de 7 mil professores aprovados em concurso são convocados em SP

Mais de 7 mil professores aprovados no maior concurso do magistério paulista poderão escolher as...

08/06/2017

Febre Amarela e Dengue são pautas para alunos da EMEF Rachel de Queiroz

A direção da EMEF Rachel de Queiroz criou um Jornal Escolar que tem como foco central o...

03/06/2017

Escolas Estaduais de Embu das Artes recebem programa de educação ambiental

Em parceria com a Diretoria de Ensino da Região de Taboão da Serra, a ONG Sociedade Ecológica...

28/06/2017

Empresa abre “cratera” na rua Mário Latorre procurando vazamento em Taboão

Quem passou pela rua Mário Latorre, no Parque Pinheiros, quase em frente ao cemitério da...

28/06/2017

Vereadores aprovam LDO e discutem aumento da passagem para R$ 3,80

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram nesta terça-feira, 27, a Lei de Diretrizes...

28/06/2017

Prefeitura de Taboão emite nota oficial sobre aumento da passagem dos ônibus

A Prefeitura de Taboão da Serra emitiu nota oficial sobre reajuste da passagem dos ônibus...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.