Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Juíza revoga condução coercitiva de Aprígio para depor na CEI contra a Cooperativa Vida Nova

Por Sandra Pereira | 27/06/2016

coletiva_1

Arquivo do Jornal Na Net Juíza de Taboão revogou condução coercitiva de Aprígio para depor da CEI

A juíza Fernanda Regina Balbi Lombardi, da Vara Criminal de Taboão da Serra, revogou na manhã desta segunda-feira, 27, a decisão que obrigava o presidente da Cooperativa Habitacional Vida Nova, José Aprígio da Silva, a comparecer na Comissão Especial de Investigação (CEI) que apura supostas irregularidades no desdobro de áreas dos empreendimentos da Cooperativa Habitacional Vida Nova. 

A magistrada justificou que após analisar detalhadamente o caso observou que Aprígio está inserido no processo como investigado e a decisão coercitiva só tem validade para testemunhas comuns.

“Portanto, incabível a condução coercitiva de investigado que pode, inclusive, manter-se silente, em atenção ao princípio da não auto incriminação, previsto constitucionalmente”, cita a decisão judicial.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.