Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Embu se queixam de reportagem sobre fechamento de maternidade e presidente ataca jornalista

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 16/06/2016

ney

DivulgaçãoVereador apresentou documento sobre nomeação de jornalista onde também constava nome do vereador Gilson Oliveira

Na sessão desta quarta-feira, 15, a maioria dos vereadores de Embu das Artes usou a tribuna da Câmara Municipal para tratar do fechamento da maternidade municipal de Embu das Artes, para reforma, durante os próximos 5 meses. Os vereadores criticaram a divulgação de reportagem do Jornal na Net abordando o tema e a maioria tentou explicar porque não abordou o assunto na sessão passada, quando a reforma foi comunicada a eles durante a sessão. Os depoimentos dos parlamentares de Embu deixaram clara a situação da maternidade e evidenciaram que o quadro era pior do se pensava. Eles chegaram a dizer que o fechamento da maternidade foi exigência do Ministério Público Federal (MPF), fato que não é verdade já que o MPF deu 30 dias para a cidade respeitar o direito das gestantes de terem os companheiros acompanhando os partos. Também mentiram a dizer que a reportagem não ouviu a prefeitura da cidade, já que a nota oficial sobre o assunto foi publicada ao final do texto criticado. 

Além das críticas a matéria do Jornal na Net sobre o fechamento da maternidade para reforma, alguns parlamentares atacaram a jornalista Sandra Pereira, editora do site e autora da matéria. O mais enfático foi o presidente da Câmara Municipal, vereador Ney Santos, que classificou o portal de “Jornaleco” e acusou a jornalista de escrever a serviço do seu principal adversário na eleição, o deputado estadual Geraldo Cruz, com quem a jornalista trabalhou por 6 anos. Ney Santos mentiu ao afirmar que a jornalista atualmente está lotada no gabinete de Geraldo Cruz. Mostrou uma relação de funcionários antiga, cujo primeiro nome da lista é do  vereador Gilson Oliveira, que também já passou pelo gabinete de Geraldo Cruz.

 “Estou aqui por fui eleito pelo voto popular. É as essas pessoas que eu devo satisfação. Se tem um problema vamos se unir pra resolver o povo não é mais besta. A população sabe quem tem compromisso e quem não tem. O que me deixou mais pasmo foi um veículo de comunicação e a jornalista Sandra Pereira. Se os vereadores não tomou essas dores eu vou tomar. Eu apanhei 18 da imprensa e não morri estou aqui. Apareci no Fantástico, no Domingo Espetacular e estou aqui. Não vou me curvar diante de um jornaleco. Não sou covarde. Você começa a procurar e vê que a jornalista e nomeada no gabinete do deputado Geraldo Cruz.  Está a serviço de um político que inaugurou a Maternidade irregular. Temos que ter responsabilidade dos nossos atos. Nosso papel aqui é fiscalizar. Se o prefeito não cumprir a responsabilidade de reformar a maternidade nós vamos pra cima do Ministério Público. Não vamos permitir mentiras dos politiqueiros vagabundos”, disparou raivoso. 

O presidente foi o último a falar antes deles outros edis da cidade se voltaram contra a reportagem. Gilson Oliveira foi um dos mais enfáticos e atacou:  “pasmem vocês um jornalista. Aonde essa pessoa foi formada? Eu devo satisfação aos eleitores eles que me elegeram e acreditaram em mim porque eu tenho temor de Deus. Não tenho preço e não me vendo. Hoje chamamos o prefeito e ele explicou pra nós, por isso estamos a favor. Estou muito chateado com alguns comentários que eu não gostei e por isso estou me pronunciando”, disse Gilson Oliveira.

Nota da Redação:

O Jornal na Net se posiciona de forma contrária a qualquer ataque contra a liberdade de expressão que para nós é pilar essencial à democracia. Fato atestado pelo comportamento dos próprios vereadores que só trataram o assunto após a divulgação da reportagem.  

A matéria amplamente criticada pelos vereadores foi feita baseada na sessão anterior da Câmara de Embu das Artes. A repórter assistiu toda a sessão anterior, no dia 8 de junho, quando nenhum vereador da cidade abordou o fechamento da maternidade para reforma e maior parte dos debates foi em torno do governo Temer. É fato que os vereadores mentiram deliberadamente ao afirmar que a reportagem não procurou a prefeitura, já que a matéria publicada traz a íntegra de uma nota assinada pela comunicação da administração.  

Também é nítida a intenção do presidente da Câmara, Ney Santos, de levar a discussão ao âmbito eleitoral quando ele mente ao afirmar que a jornalista autora da matéria trabalha no gabinete do deputado Geraldo Cruz, de onde ela se desligou há quase dois anos.  

Ademais, o site salienta que contra fatos não há argumentos. Devemos aos nossos leitores o compromisso de informar com responsabilidade e lutamos com as adversidades e ameaças para cumprir essa missão. O direito de expressão e à informação é garantido pelas leis que regem o País e a nossa abatida democracia.

Trinidad

Antes de saber onde esta ou aquela jornalista foi formada, (pq na verdade para começar a conversa... escrevem infinitamente melhor que o presidente da Câmara consegue se comunicar) eu gostaria de saber onde os nobres vereadores e presidente da câmara foram formados? Ou melhor ... deixem para lá.. melhor eu não saber não... !

Nilton Benedito Esteves - Professor

Senhoras e Senhores, em primeiro lugar vamos respeitar a MULHER. Mulher deve estar onde ela quer, desde a função nobre de gari até na função de Presidente da República. Tenho muito respeito pelo profissionalismo da Jornalista SANDRA PEREIRA. DIVA do Jornalismo Regional, juntamente com as Jornalistas Rose Santana e Karen Santiago. Senhoras e Senhores os políticos passam, o jornalismo sério continua.

20/06/2017

Vereadores de Taboão da Serra aprovam LDO em 1ª votação em sessão movimentada

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em primeira votação nesta terça-feira, 20, a Lei de...

19/06/2017

Comissão de Finanças da Câmara de Taboão discute LDO 2018

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou na...

18/06/2017

Câmara de Taboão realiza ato “Fora Temer e a favor das Diretas Já”

Na última quarta-feira (14), foi realizada na Câmara de Taboão da Serra, uma plenária a favor...

16/06/2017

Câmara de Taboão faz Campanha do Agasalho para doar ao Centro POP

O frio chegou com força nas últimas semanas e deve continuar intenso pelos próximos meses. Para...

13/06/2017

Taboão da Serra terá plenária pelas Diretas Já nesta quarta-feira 14

Na próxima quarta-feira (14), várias organizações sociais irão realizar na Câmara Municipal de...

13/06/2017

Municípios paulistas recebem R$ 443 milhões em repasses de ICMS

O governo do Estado de São Paulo deposita nesta terça-feira, 13/6, R$ 443,11 milhões em repasses...

12/06/2017

Ney rebate críticas de Geraldo e diz que ele perderá eleição de deputado

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) rebateu em entrevista ao Jornal na Net as...

11/06/2017

Secretário de Transporte e Dr. André Egydio apresentam propostas de mudanças

O vereador Dr. André Egydio reuniu aproximadamente 25 comerciantes da rua Luiz Carlos Ventura,...

09/06/2017

Joice Silva é destaque em campanha de filiação do PTB Nacional na TV

A presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, vereadora Joice Silva (PTB), foi destaque...

09/06/2017

Câmara Municipal realiza audiência pública de saúde no dia 14

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Taboão da Serra realiza na próxima...

22/06/2017

Dois homens são presos por transportar ilegalmente 140 pássaros silvestres

Na noite da última quarta-feira (21), durante fiscalização de combate da Polícia Rodoviária...

22/06/2017

Greve de professores da rede municipal de ensino já ultrapassa 50 dias

Professores da rede municipal de ensino ainda não entraram em acordo com a prefeitura e...

22/06/2017

Venda de terrenos irregulares acontece em Embu das Artes

No extremo oeste de Embu das Artes, município da Região Metropolitana de São Paulo, o bairro...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.