Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Sobreviventes da bomba de Hiroshima relatam experiências a alunos de colégio em Itapecerica

Por Sandra Pereira | 15/06/2016

itapec

Divulgação - FacebookProfessora Adriana Paris conheceu os sobreviventes de Hiroshima em um evento realizado pela USP

A bomba atômica mudou o mundo. Mudou o curso da Segunda Guerra Mundial. Mudou o Japão, que teve de renascer enquanto país dos cacos deixados pelo conflito. Mudou o século XX, que a partir daí passou a ser um tempo muito perigoso. Mas mudou, em primeiro lugar, a vida de milhares de pessoas. As pessoas de Hiroshima, que viram o horror a cair-lhes do céu. Seu Takashi Morita, Junko Watanabe e Kunihiko Bonkohara, além de outros sobreviventes da tragédia que matou 140 mil pessoas. A trágica e ímpar experiência vivida por eles vai ser compartilhada nesta quinta-feira, 17, com os alunos do Colégio Lebiste, em Itapecerica, por intermédio da professora Adriana Paris. 

“Acredito que a conversa com os sobreviventes de Hiroshima vai ser um marco na vida de todos os nossos alunos. Estou muito entusiasmada e feliz de ajudar a proporcionar essa oportunidade”, afirma a professora. 

A professora lembra que conheceu os três sobreviventes numa ação do departamento de História da USP. 

Takashi Morita  era policial militar e caminhava nas ruas de Hiroshima quando um clarão invadiu o horizonte e uma explosão violentíssima queimou e destruiu tudo nos arredores. Aquele dia 6 de agosto de 1945 mudou a vida dele e os rumos da história. 

Radicado em São Paulo desde 1956, onde fundou, em 1984, a Associação dos Sobreviventes da Bomba Atômica no Brasil, Morita é participante ativo de discussões sobre o assunto. Com sorriso inocente e olhar sincero, Morita, munido de sua inseparável bengala, costuma descrever os horrores que presenciou após a detonação do ataque de guerra mais famoso da história.

22/10/2018

ETEC de Embu e de Taboão já estão com inscrições abertas para Vestibulinho

Para estudantes que desejam atualizar o currículo e ingressar nas ETECs de Embu das Artes e de...

22/10/2018

Profissionais da Saúde passam por curso de capacitação em Libras em Taboão

Em 2017, a Secretaria de Saúde de Taboão da Serra, detectou uma carência e uma necessidade de...

22/10/2018

Taboão inicia debate dos desafios da pessoa com deficiência na sociedade

Mais de 45 milhões de brasileiros apresentam algum tipo de...

18/10/2018

Saiba quais cursos profissionalizantes a Prefeitura de Taboão da Serra oferece

A Prefeitura de Taboão da Serra investe maciçamente em qualificação profissional. Ao todo, a...

11/10/2018

Alunos de Taboão da Serra realizam estudo de campo em Embu das Artes

Após conhecerem pontos históricos de Taboão da Serra em junho, os alunos dos 3º, 4º e 5° anos da...

24/09/2018

Sucesso entre taboanenses, Matematicando tem 4º edição no Pq. das Hortências

Sob um clima descontraído e agradável, o conhecido Parque das Hortências, em Taboão da Serra, se...

20/09/2018

GCM de embu forma 735 estudantes em programa de prevenção às drogas

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Embu das Artes, por meio do Grupo Educação e Prevenção de...

20/09/2018

Alunos do projeto “Conhecendo Minha Cidade” recebem livro histórico sobre Taboão

Estudantes dos 4º e 5º anos da EMEF Profª. Maria Alice Borges Ghion receberam na quarta-feira,...

22/10/2018

ETEC de Embu e de Taboão já estão com inscrições abertas para Vestibulinho

Para estudantes que desejam atualizar o currículo e ingressar nas ETECs de Embu das Artes e de...

22/10/2018

Associação Músicos do Futuro promove workshop de música judaica

A Associação Músicos do Futuro promoverá em sua sede, no dia 27 de outubro, às 10h30, um...

22/10/2018

Profissionais da Saúde passam por curso de capacitação em Libras em Taboão

Em 2017, a Secretaria de Saúde de Taboão da Serra, detectou uma carência e uma necessidade de...

ingle

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.