Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Vereadores se calam sobre fechamento da maternidade de Embu para reforma

Por Sandra Pereira | 14/06/2016

maternidade

Arquivo do Jornal na NetProtesto de população contra fechamento da maternidade municipal de Embu das Artes não ecoa na Câmara da cidade

Com a aceitação da maioria dos vereadores, já que nenhum deles  se declarou contrário, a prefeitura de Embu Artes vai fechar pelos próximos 5 meses a maternidade Municipal Alice Campos Mendes para reforma de sua infraestrutura. O fechamento é justificado com o argumento de que a maternidade estaria comprometida com infiltrações que traz risco de infecção para mães e bebês. O fechamento da maternidade para reforma é apoiado pela Câmara, assim como foi o fechamento do Pronto Socorro do Vazame para ser transformado em Hospital Leito.

Embora o fechamento da única maternidade do município seja considerado importante pela população o tema foi pouco ou quase nada discutido pelos vereadores da cidade das Artes. Nem mesmo o presidente da Câmara, Ney Santos, pré-candidato a prefeito, tratou da questão com clareza ou profundidade. Em suas redes sociais o tema passou em branco. O pré-candidato a prefeito se limita a sua tradicional campanha on line e  as repetidas prestações de contas.

O fechamento da maternidade, ainda que seja para reforma, está recebido de forma negativa pela população. Nas últimas semanas a reportagem do Jornal na Net recebeu centenas de mensagens criticando a decisão e cobrando posicionamento dos políticos do município. Há o temor de que a reforma demore mais que o previsto, que a maternidade seja fechada em definitivo e o receio de que os profissionais que trabalham lá sejam demitidos.

Nenhum dos questionamentos apresentados pelos leitores parece ter resposta. A Câmara, que seria o espaço onde a população poderia obter essas respostas parece ter se calado.
Em nota enviada ao Jornal na Net a prefeitura de Embu disse que a maternidade será fechada dia 16 e vai reabrir em novembro.

Leia a íntegra da nota:


A Prefeitura de Embu das Artes irá suspender temporariamente o atendimento na Maternidade Municipal de Embu Alice Campos Mendes Machado para reformas no local, a partir do dia 16 de junho. Todas as gestantes que fazem pré-natal na rede municipal de saúde vão receber orientação do seu médico. Os partos serão redirecionados para as maternidades da região, entre elas a do Hospital Geral do Pirajuçara (HGP). A entrega da obra está prevista para novembro.

Parte do prédio do Pronto-Socorro Infantil também passará por reformas, mas não terá seu atendimento interrompido, apenas vai mudar a porta de entrada, que será pelo PS Central, durante o período da obra. 

Hoje, a maternidade municipal realiza 150 procedimentos mensais, entre partos e curetagens. O PS Infantil realiza cerca de 5 mil atendimentos mensais.
Como a reforma será feita principalmente na estrutura do telhado do prédio, que está com infiltração no primeiro andar (maternidade) e na recepção do PS Infantil, fica impossível manter o atendimento pelo risco de infecção e acidentes. 

21/09/2018

Taboão da Serra atinge meta de vacinação contra Poliomielite e Sarampo

A Secretaria de Saúde de Taboão da Serra divulgou o balanço final da Campanha de vacinação...

19/09/2018

Segundo IBGE, ¼ dos municípios brasileiros não tem política de gestão saneamento

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e...

14/09/2018

Agosto Dourado foi marcado por ações de orientações sobre amamentação

O Agosto Dourado foi fundado em 1991 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação. Desde então o...

10/09/2018

Osasco e região promove a II Jornada Ostomia dia 22 de setembro

A cidade de Osasco e região realizará, no dia 22 de setembro, das 09h às 13h, a II Jornada Sobre...

ingle

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.