Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Advogados de Aprígio dizem que ele vai depor na CEI contra a Cooperativa Vida Nova no dia 8

Por Sandra Pereira | 24/05/2016

00000123

Eduardo ToledoA terceira reunião da CEI foi marcada a oitiva de Aprígio e da ex-secretária de Habitação Ângela Amaral

Os advogados do presidente da Cooperativa Habitacional Vida Nova, o ex-vereador José Aprígio da Silva estiveram na terceira reunião da  Comissão Especial de Inquérito (CEI)  criada para investigar o processo de desdobro da Avenida Vida Nova  para protocolar documento informando que ele vai prestar depoimento no próximo dia 8. De acordo com o presidente da CEI, Eduardo Lopes, a Câmara fez 8 tentativas de convocar Aprígio para depor, mas nenhuma delas teve sucesso. Os advogados dele disseram à imprensa que houve falta de comunicação e Aprígio soube da sua convocação pelos jornais. Eles negaram que Aprígio estivesse se escondendo da CEI e disseram que ao final dos trabalhos a cidade vai concluir que a Cooperativa é 100% idônea. 

Entretanto, a fala dos advogados constituídos por Aprígio segue na contramão dos depoimentos prestados anteriormente por dois secretários municipais da cidade, o de Obras, Rogério Balzano e o Jurídico Joel Ney De Santics. Ambos afirmaram haver indícios claros de irregulares no processo de desdobro do segundo terreno adquirido pela cooperativa Vida Nova. Também fizeram questão de enfatizar que a Cooperativa “deve” ao município mais de R$ 37 milhões por não ter destinado área institucional para a construção de equipamentos públicos pela prefeitura. 

A terceira reunião da CEI foi marcada a oitiva de Aprígio e da ex-secretária de Habitação Ângela Amaral, que comandou a pasta no governo de Evilásio Farias. Nenhum dos dois compareceu. Aprígio foi representado pelos advogados e teve depoimento agendado para o dia 8. Ângela Amaral justificou a ausência por escrito. Disse que atualmente mora e trabalha em São Paulo e se pôs à disposição para prestar esclarecimento em outra data. 

“Viemos representar o presidente da cooperativa. Queremos esclarecer que o senhor Aprígio está à disposição da Comissão Especial de Investigação para todos os esclarecimentos. Até gora não tínhamos ainda recebido nenhuma intimação formal”, afirmou o advogado José Augusto Trovato. 

A presença dos advogados de Aprígio ao que tudo indica serviu para apaziguar o clima da CEI que desde o seu começo tinha tom “pesado”. Em dado momento Eduardo Lopes permitiu a presença do público. Entretanto, havia poucas pessoas do lado fora do plenário. Outro fato que chamou a atenção foram as deliberações rápidas, praticamente sem comentários e a quase total ausência de críticas ao presidente da Cooperativa Habitacional Vida Nova, fato corriqueiro na oitiva anterior.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.