Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Invasão nas margens da BR 116 avança diariamente em Embu e já tem centenas de barracos erguidos

Por Sandra Pereira | 15/05/2016

invasao

Sandra PereiraInvasão em terreno nas margens da BR 116 aumenta a cada dia e não tem participação do MTST ou MST

Uma verdadeira “cidade” formada por barracos de lona e madeira está sendo erguida num grande terreno localizado às margens da rodovia Régis  Bittencourt, na altura do posto do 22, em Embu das Artes, na pista que segue para Taboão da Serra. A área foi invadida por moradores de Taboão e Embu. A cada dia novos barracos são construídos no local. Até o momento não houve nenhuma tentativa de retirada das famílias do local.   

Apesar de ninguém confirmar que são os responsáveis pela invasão o que se sabe é que ela não conta com a participação dos movimentos tradicionais da luta por moradia como o MTST ou o MST.  

“É uma invasão particular. Não é dos movimentos que são habituados a fazer isso”, afirma uma pessoa que também construiu barraco no local.

Quem passa nas margens da BR pode constatar diariamente o aumento das construções de madeira e lona no local. Também é possível observar a demarcação de áreas e a separação de lotes. Na parte abaixo da área invadida onde ficam estacionados dezenas de veículos é possível constatar a intensa movimentação de carros transportando tábuas de madeira para erguer os barracos. 

O Jornal na Net apurou que existem pessoas cobrando R$ 500,00 para permitir a construção de barracos no local. A área é extensa e praticamente plana. Possuiu bastante árvore e vegetação. Anteriormente era ocupada unicamente por outdoores e uma espécie de depósito de palet. Agora se transforma numa cidade de lona e barracos de madeira que cresce diariamente na beira da rodovia como alternativa para quem sonha em deixar o aluguel e conquistar sua moradia própria.

Invasões em Taboão da Serra 

Em Taboão da Serra há relatos de invasão de ao menos dois terrenos. Um deles fica nas imediações do Assai Pirajuçara e o outro na Vila Francisco Remeikes, na entrada do local pode-se ler a inscrição Ocupação Nova Moradia. Os vizinhos de ambas as invasões criticam as práticas.  


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.