Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Movimentos Sociais e Sindicais de Taboão fazem manifesto contra governo municipal

Por Gabrielly Sousa | 30/04/2016

manifesto2

Gabrielly Sousa O movimento começou reunido na Praça Nicola Vivillechio e seguiu em passeata pela Rodovia Régis Bittencourt 

Na manhã deste sábado (30) participantes do Movimento dos sem Terra (MST) se reuniram com sindicalistas e movimentos sociais em manifesto contra o governo do atual prefeito de Taboão da Serra, Fernando Fernandes. Com o slogan de ‘O povo unido jamais será vencido’ os manifestantes se reuniram na Praça Nicola Vivillechio e seguiram pela Rodovia Régis Bittencourt com pedidos de transparência nas ações do governo municipal, melhoria na saúde, aumento de salários dos funcionários públicos entre outras reivindicações.

Na véspera do dia do trabalhador, sindicalistas e integrantes de movimentos sociais se reuniram na em frente ao CEMUR para reivindicar melhorias e cobrar o atual governo municipal de Taboão da Serra. Com faixas como ‘A saúde de Taboão está na UTI’, ‘Bilhete único já’ e ‘Contra o desgoverno na cidade’ os manifestantes cobravam do atual governo do município melhorias em diversas áreas. 

O prefeito Fernando Fernandes foi bastante criticado durante a passeata, com a faixa ‘Prefeito cadê o aumento dos funcionários públicos?’, participantes do movimento criticavam o governo do prefeito e cobravam transparência nas ações de Fernando Fernandes. Reduções de salários dos secretários municipais também eram solicitadas pelos manifestantes.

“É um ato pelo desgoverno da cidade, em vez de fazermos uma festa do trabalhador fizemos esse ato de repúdio contra a falta de atenção do prefeito Fernando Fernandes com os movimentos sociais e sindicais da cidade”, informou o presidente do movimento social Reaja Taboão.

Estavam presentes representantes do Movimento dos Sem Terra (MST), Movimento Reaja Taboão, Movimento Moradia Vida Feliz, Movimento Viver Feliz, Sindicato dos marceneiros, Sindicato dos professores municipais entre outros.  Segundo os organizadores do evento o ato realizado no sábado (30), “É para marcar o dia de luta do trabalhador”.

O vereador Professor Moreira também participou do ato e declarou: “Esse movimento aqui é porque não tem politica de qualidade para o povo de Taboão da Serra, temos que reclamar porque se a gente não falar ninguém fala”. O parlamentar esteve presente em toda passeata e confirmou presença em toda e qualquer tipo de manifestação similar, “Sempre que tiver movimentos do tipo para ajudar a população pode ter certeza que estarei representando o legislativo aqui”, declarou ele.

O movimento começou reunido na Praça Nicola Vivillechio e seguiu, acompanhado da Policia Militar e Agentes de Trânsito, em passeata pela Rodovia Régis Bittencourt sentido Centro e voltou sentido bairro até chegar, novamente, à praça. 

A moradora Regiane Albina, que passava pelas redondezas e acabou se deparando com o movimento declara: “Acho que o povo tem que lutar mesmo porque prometeram e não fizeram então o povo tem que reagir e lutar” disse a cuidadora.

De acordo com os organizadores do ato estiveram presentes no manifesto 500 participantes. Já segundo dados da Policia Militar eram de 150 o número de participantes.

Antonio Pereira

Chama a atenção o descaso do governo municipal de Fernando Fernandes com a questão dos baixos e péssimos salários dos servidores concursados. Aliás, nem no programa de governo de FF havia alguma menção a melhorar as condições salariais dos servidores, uma vergonha. Parabéns ao movimento e ao vereador Moreira, única voz a falar em favor dos funciona´rios.

21/07/2017

Novos funcionários efetivos assumem cargos na Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Taboão da Serra deu posse nesta sexta-feira, dia 21, para os novos...

21/07/2017

Vereador Eduardo Nóbrega defende aumento de efetivo da PM em Taboão da Serra

A questão da segurança irá voltar a pauta da Câmara Municipal de Taboão da Serra. O vereador...

14/07/2017

Câmara de Taboão permanece com atendimento ao público durante o recesso

A Câmara Municipal de Taboão da Serra entrou em recesso parlamentar no início de julho e neste...

12/07/2017

MPT pede veto e não descarta entrar com ação contra reforma trabalhista

O Ministério Público do Trabalho (MPT) encaminhou ao presidente Michel Temer, nesta quarta-feira...

07/07/2017

Deputada Analice assume presidência da Assembleia e recebe delegação da Baviera

A deputada estadual Analice Fernandes assumiu interinamente a presidência da Assembleia...

07/07/2017

Assembleia aprova proposta de Alckmin que reduz valores de multa e juros de ICM

Na tarde desta quarta-feira, 05 de julho, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o...

05/07/2017

Tribunal de Contas reunirá prefeitos de Taboão, Embu, Itapecerica e região

Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) realiza em Suzano, na próxima quinta-feira...

05/07/2017

Assembleia aprova proposta de Alckmin que reduz valores de multa e juros de ICMS

Na tarde desta quarta-feira, 5 de julho, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o Projeto...

04/07/2017

Vereadora Érica Franquini comemora o sucesso da 1ª audiência pública

Na quinta-feira, 29, a comissão de Segurança da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou a...

04/07/2017

Prefeito Jorge Costa fala sobre projetos de Itapecerica

Reeleito pela quarta vez para administrar a prefeitura de Itapecerica da Serra, o prefeito Jorge...

21/07/2017

Prefeitura de Embu traz novo modelo de gestão para alimentação escolar

21/07/2017

Itapecerica tem Semana do Empreendedorismo em Ação entre 31/07 e 03/08

A Prefeitura de Itapecerica da Serra e o Sebrae-SP realizam entre 31 de julho a 3 de agosto a...

21/07/2017

Atenção para o licenciamento: julho é o mês de veículos com placas final 4

Os proprietários de veículos com placas final 4 já podem fazer o licenciamento. A data limite...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.