Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

2º Encontro de Autismo em Taboão da Serra propõe pacto contra o preconceito

Por Assessoria de Imprensa da Câmara de Taboão | 8/04/2016

autismo

Divulgação A programação do encontro contou com palestras da especialista em odontologia para paciente com necessidades especiais, Dra. Adriana Zink

Educadores, profissionais de saúde, pais e moradores de vários bairros de Taboão da Serra participaram do 2º Encontro de Autismo realizado neste sábado, 2, na Câmara Municipal de Taboão da Serra como parte das atividades da semana do autismo criada a partir da lei de 2195 de 2014. Os participantes alertaram os presentes sobre a necessidade de vencer o preconceito contra a doença. Trataram das características dos autistas e apresentaram os desafios para quem lida com a doença.

A ONU estima que 1% da população mundial tem autismo. A lei que cria a semana de sensibilização para o autismo é de autoria do vereador Dr. Ronaldo Onishi, um dos organizadores do 2º Encontro que contou com o apoio da prefeitura, das secretarias de Saúde, Educação e do Movimento Pró-Autista.

Na abertura do evento o vereador propôs um pacto entre os profissionais de saúde, educação, os pais, o poder público e a comunidade para combater o preconceito e levar informações sobre a doença. Ele contou que conheceu a causa graças a avó de uma criança autista e admitiu que até aquele instante não conhecia nada sobre a doença.

Os palestrantes mostraram como encontraram formas de atender os autistas em suas áreas de atuação. O encontro foi rico no que se refere a troca de experiências e divulgação de iniciativas de profissionais que se desafiaram para encontrar meios próprios de atender autistas com qualidade. Ficou evidente a necessidade de humanizar as relações e buscar uma abordagem que priorize o desenvolvimento dos autistas.

O vereador Ronaldo Onishi dirigiu os trabalhos, alertou para a importância de sensibilização para o autismo. Ele lembrou que a Lei criada para conscientizar sobre o autismo é fruto do empenho pessoal da moradora Magda Bonfim que após o diagnóstico da neta Giovana decidiu encampar a luta para garantir que ela fosse atendida com qualidade pela rede pública.

 “Magda foi você quem colocou os primeiros tijolos dessa construção sobre o autismo na nossa cidade. Você acreditou nessa causa e nos sensibilizou para a importância dela. A você nosso muito obrigado. Saiba que esse encontro e todas as atividades que fizemos e faremos são frutos da luta que você travou”, disse. “Lembrando Autismo não se cura, se compreende”, citou.

 A programação do encontro contou com palestras da especialista em odontologia para paciente com necessidades especiais, Dra. Adriana Zink, o coordenador do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) e integrante do Conselho Municipal de Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) Rodrigo Manoel Giovanetti e a docente Paula Mari da Costa Maruchi especialista em Deficiência Mental no contexto da Educação Inclusiva, especialista em Violência Doméstica contra a criança e o adolescente pela USP-Universidade de São Paulo.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.